Minha cerimônia de casamento que custou R$ 15 mil

0

Mês de maio é quando a primavera atinge o auge no hemisfério norte, que é todo tomado por lindas flores. Dizem as antigas lendas que pela beleza de maio ele sempre foi associado ao feminino, e como por longos anos as pessoas achavam que pensar em casamento era coisa de mulher, maio virou o mês das noivas. Já que estamos neste lindo mês resolvi escrever sobre um assunto que muitas pessoas me pedem, mas eu resisto há tanto tempo: A cerimônia do meu casamento que custou R$ 15 mil. Quem me acompanha aqui na coluna ou no Instagram já percebeu…

Um Investimento para chamar de meu

0

A internet está aí, com centenas de canais no YouTube e mais uns milhares de blogs, te dizendo aonde investir. Títulos públicos, privados, ações, derivativos, dólar, bitcoins, ufa! São tantas opções que a cabeça dá um nó e fica difícil decidir por onde ir. Nessa hora aparecem os gurus, aquelas pessoas que têm certeza que entende melhor que você mesmo, para onde deve ir o seu dinheiro. Seja o amigo descolado, o influencer, ou o gerente do banco, ninguém tem mais responsabilidade sobre a sua reserva do que você. Ouvir opinião é sempre bom, mas a decisão tem que ser…

Dinheiro digital

0

Antigamente as pessoas recebiam sua remuneração com sal, daí a palavra salário, era um artigo de luxo, já que não existia energia elétrica e ele servia justamente para conservar os alimentos. Depois a humanidade evoluiu e começou a trocar os metais entre si, e pra tornar a transação mais fácil, estes eram padronizados em tamanho e peso, dando origem às moedas, mais tempo se passou e as pessoas começaram a guardar suas moedas em lugares seguros, que emitiam notas garantindo a quantidade de ouro guardada, na hora de comprar alguma coisa, em vez de levar a nota a casa de…

Para quem não quer pagar imposto

0

Já houve época que, para ganhar um bom rendimento, sem oscilações, bastava aplicar o valor em uma renda fixa e esperar. Títulos públicos e privados, fundos de investimentos referenciados ao DI e até a poupança deixavam o investidor conservador bem satisfeito. Porém as coisas mudaram, e o que mais escuto hoje é: “Itaíse, meu dinheiro não rende nada”. Se você também anda pensando que seu dinheiro está tirando férias, e de vez em quando o pega em uma bela soneca, coloca ele para trabalhar e mostra que quem vai tirar férias aqui é você! Para quem se mantém em uma…

error: Conteúdo protegido !