Jovem morre após ser atropelada em praça por carro; outras duas pessoas ficam feridas

3

Beatriz Gonzaga Macedo, de 17 anos, morreu após ser atingida por um carro na noite de ontem na Praça da Liberdade Dante Santos da Fonseca, na Avenida Dário Aragão (Centro). Outras duas pessoas foram atropeladas. Beatriz chegou a ser encaminhada para a Santa Casa, mas não resistiu. As outras duas pessoas também foram levadas para a mesma unidade médica, e o rapaz já foi liberado. Eles haviam acabado de participar de um culto na praça. A motorista do veículo, um Fiat Uno, Mariana Campos da Silva, de 23 anos, que foi conduzida para 90ª Delegacia de Polícia (DP) de Barra Mansa.

No final desta manhã, alguns boatos davam conta de que a motorista havia sido liberada da delegacia, mas o A VOZ DA CIDADE esteve na unidade e a Polícia Civil contou que a mesma permanece no local. “Ela continuará acautelada aguardando julgamento”, disse.

As outras vítimas foram identificadas como Lucas Gonçalves Rita, de 18 anos, morador do Centro, e Isabella Carvalho Galdino, de 14 anos, moradora do Vila Nova.

De acordo com informações obtidas pelo A VOZ DA CIDADE, a motorista passou por exames na Polícia Rodoviária Federal (PRF), no Posto de Floriano. Ainda de acordo com informações, ela teria admitido ao delegado titular da 90ª Delegacia de Polícia (DP), Ronaldo Aparecido, que tomou um pouco de cerveja, o que foi apontado em pequena quantidade no exame. Diante dos fatos, não foi estipulada fiança e a jovem permanece presa na unidade policial.

O corpo de Beatriz se encontra no Instituto Médico Legal (IML) de Três Poços, em Volta Redonda. Ela será velada no Parque São Francisco e o enterro está previsto para às 15 horas. Inicialmente, informações davam conta de que o corpo seria velado no Cemitério Municipal, mas o outro local foi confirmado no final desta manhã.

A jovem de 14 anos teve ferimentos graves na cabeça (mas não apresenta risco de morte) e o rapaz, nas pernas. Ele já recebeu alta.

Beatriz é enteada do pastor Dario Ferreira e fazia parte da Comunidade Evangélica Cristo Reina.

O CASO

Por volta das 23 horas, agentes da 2ª Cia. do 28° Batalhão da Polícia Militar (BPM) foram informados sobre o atropelamento.  Em registro, a PM disse que populares acenaram pedindo socorro, apontando para o acidente. “A guarnição, ao desembarcar, encontrou duas pessoas caídas ao lado do Fiat Uno e uma terceira sentada, também ferida, aguardando socorro”, relatou.

Segundo a PM, uma jovem se apresentou como motorista do veículo e disse ter feito consumo moderado de bebida alcoólica e que “ao descer sentido a antiga Estação Ferroviária, perdeu o controle do veículo, vindo a atropelar um grupo de jovens da Igreja Cristo Reina, que estavam reunidos em oração na praça”.

Ela contou aos PMs que tentou prestar socorro às vítimas, mas foi impedida pelas pessoas em volta até a chegada da guarnição.

“Ela foi colocada afastada da população, que se aglomerava afim de ser mantida sua integridade física”, contaram os militares ao A VOZ DA CIDADE.

As vítimas foram levadas para a Santa Casa e a motorista ao Posto da PRF, afim de realizar exame de alcoolimia. Porém, ela se recusou a soprar o aparelho. Diante da recusa, a autora do atropelamento foi conduzida à 90ª DP, onde a autoridade policial determinou que fosse realizado exame no Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE), onde, segundo a PM, não foi constado o uso excessivo de bebida alcoólica, fato atestado pelo Dr. Josué Vieira da Silva, Perito Legista.

O veículo foi removido e apreendido na DP, com auxílio da guarnição da RP Golf.

No carro, uma outra jovem também se encontrava, mas não se feriu. Ela tem 22 anos e é moradora do Centro.

A motorista do carro permaneceu presa nos artigos 302 e 303 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), por lesão corporal culposa.

O acidente aconteceu na Praça da Liberdade Dante Santos da Fonseca, na Avenida Dário Aragão (Centro) – Fábio Guimas

3 Comentários

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !