Barra Mansa triplica índice de pontuação para arrecadação de ICMs Ecológico

0

BARRA MANSA

O Secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Barra Mansa, Vinícius Azevedo, informou nesta sexta-feira, dia 26, que Barra Mansa aumentou o índice de final de conservação ambiental provisório, ano fiscal 2021, saltando de 0.52 em 2019 para 1.53 neste primeiro semestre do ano. O resultado é decorrente das ações realizadas pelo poder público municipal voltadas para a preservação da natureza.

– O trabalho da Secretaria tem sido fundamental para alcançar esse índice e nossa expectativa é elevar essa pontuação ainda mais. Com isso, há um ganho ambiental expressivo e um benefício direto para toda a sociedade – ressaltou.

No resultado publicado no Diário Oficial do Estado da última quarta-feira, dia 24, Barra Mansa aparece entre as 20 cidades do Estado Rio que mais pontuaram no IMCs Ecológico dentre os 92 municípios fluminense. No comparativo no Sul Fluminense, ocupa a 6ª colocação.

O gerente de Unidades de Conservação e Recursos Hídricos, Douglas Muniz, detalhou sobre o ICMs Ecológico. “No dia a dia é um incentivo para que sejam melhoradas as práticas ambientais como um todo. Este imposto reflete o nível da atividade econômica nos municípios em conjunto com a preservação do meio ambiente. O tributo destina 2,5% do valor total arrecadado em ICMs pelo Governo do Estado aos municípios”.

O índice de final de conservação ambiental provisório é baseado em ações ambientais, como a coleta seletiva, tratamento de esgoto, recuperação de vazadouros (lixões), destinação final de lixo para aterros sanitários, coleta de óleo vegetal, além de atividades de preservação de Unidades de Conservação Ambiental.