Angra dos Reis e Volta Redonda lideram o ranking na criação de empregos em um ano na região

0

SUL FLUMINENSE
Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), no mês de julho, todos os municípios da Região Sul Fluminense seguem se destacando na criação de vagas de emprego. Já, ainda de acordo com o levantamento, no acumulado de doze meses, as cidades registraram saldos negativos e há também casos de mais demissões do que admissões no acumulado do ano.
Só que, conforme os dados do Caged, durante o período das datas comemorativas e de safra, a tendência de expansão do mercado de trabalho em toda a região é percebida. Ainda segundo o Cadastro, entre agosto de 2021 e julho de 2022, Angra dos Reis acumula 3.218 admissões a mais que demissões. Conta também com o maior saldo acumulado da região. No mês de julho, teve um saldo positivo de 418, e no ano, acumula 2.241 admissões a mais do que demissões.
Já Volta Redonda, de acordo com o Caged, segue na segunda colocação no ranking de criação de vagas de emprego. Foi um saldo positivo de 2.383 nos últimos doze meses. Foram resultados positivos no mês de julho, com 299 contratações a mais do que desligamentos, além do acúmulo de 1.201 novos empregos no acumulado do ano. A cidade de Resende vem na sequência com um saldo acumulado no ano de 1.490 admissões a mais do que demissões. Resende é o terceiro município com maior expansão no mercado de trabalho na Região Sul Fluminense. Todavia, em relação ao resultado do mês de julho, o saldo foi totalmente negativo, com 78 demissões a mais do que admissões. No caso do acumulado de 2022, a cidade apresenta saldo positivo de 807.
BARRA MANSA EM QUARTO LUGAR NO LEVANTAMENTO
No caso de Barra Mansa, no acumulando 864 empregos criados nos últimos doze meses, Barra Mansa, a quarta neste levantamento, teve saldo positivo de 136 admissões a mais do que desligamentos em julho e acumula um saldo positivo de 680 no ano. Em Três Rios, o saldo positivo de 738 postos de trabalho acumula nos últimos doze meses e segue na quinta posição no levantamento do Caged. O município acumula 237 empregos criados em um ano e apresenta um saldo positivo de 12, em julho. O saldo positivo de 699 postos de trabalho que Paraty acumula em um ano coloca a cidade na sexta posição nos dados do Cadastro. O acumulo de empregos criados foi de 81 em um no ano e um saldo negativo de 62 no mês de julho.
Barra do Piraí, teve saldo positivo de 664 postos de trabalho e segue em sétimo lugar no ranking da pesquisa. Sendo assim, a cidade acumula 152 empregos criados no ano e teve um saldo positivo de 38 no mês de julho. Já na cidade de Piraí, o saldo positivo é de 548 postos de trabalho e acumula nos últimos doze meses. Conforme o Caged, a cidade está em oitavo lugar e acumula 322 empregos criados no ano, com saldo positivo de 95 no último mês. Valença teve saldo positivo de 405 postos de trabalho, acumulando nos últimos doze meses e assim ficando com a nona posição no levantamento. O acúmulo de empregos criados durante o ano foi de 109 e um saldo positivo de 39 no mês de julho.
SALDO POSITIVO EM PINHEIRAL
Na cidade de Pinheiral, de acordo com o Cadastro, o saldo positivo foi de 209 postos de trabalho nos últimos doze meses. Com esse resultado, o município ficou, em julho, com a décima posição no levantamento, acumulando 120 empregos criados em um ano e um saldo positivo de 14. Em Itatiaia, o saldo positivo foi de 125 postos de trabalho criados e o acúmulo, nos últimos doze meses. A cidade está na décima primeira posição nos dados do Caged, um saldo negativo de 213 empregos no ano e um saldo positivo de 26 no mês passado.
Conforme o levantamento do Caged, Quatis apresentou um saldo positivo de 125 postos de trabalho nos últimos doze meses. A cidade está na décima segunda colocação e o município acumula 77 empregos criados no ano. O saldo positivo de 2 em julho. No caso de Porto Real, que ficou na décima terceira posição na pesquisa, o saldo positivo foi de 64 postos de trabalho criados nos últimos doze meses, 115 criações de empregos no ano e um saldo negativo de 40 em julho. Rio Claro, que foi classificada na décima quarta colocação no levantamento, apresentou em saldo positivo de 11 postos de trabalho criados no ano. O município apresenta também acúmulo e saldo negativos de 56 no ano e 13 no mês passado, respectivamente.