Alunos de Turismo da UFRRJ e Cederj visitam Museu de Arte Sacra

0

ANGRA DOS REIS

Alunos do curso de Turismo da Universidade Federal Rural do Estado do Rio de Janeiro (UFRRJ), do Polo Cederj de Angra dos Reis, realizaram uma visita ao Museu de Arte Sacra de Angra dos Reis, que fica na Igreja de Nossa Senhora da Lapa e Boa Morte.

Na ocasião, cerca de 30 universitários, acompanhados de seus familiares, puderam conhecer um pouco mais sobre a história da cidade e do acervo sacro da instituição. A visita foi organizada pela Orientadora Pedagógica Cristiane Tavares Judice, que recebeu o auxílio da funcionária do Museu, Luciana Praça.

O Museu de Arte Sacra atualmente conta com a exposição ‘Arte Religiosa no Barro Cozido’, com peças sacras confeccionadas em argila, algumas do século XVII. Para marcar uma visita guiada é só ligar para (24) 3697693, em horário comercial. A entrada é franca.

O Museu de Arte Sacra de Angra dos Reis, gerido pela prefeitura, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, via Secretaria Executiva de Cultura e Patrimônio, funciona de terça a sexta, de 10 às 12 horas e de 14 às 17 horas, e aos sábados e domingos de 10 às 13 horas.

Mais de 21 mil alunos voltam às aulas

As aulas da rede municipal de ensino de Angra dos Reis voltaram na última segunda-feira, em todas as 74 unidades de ensino foram realizadas 21.800 matrículas e a previsão é que este número aumente nas próximas semanas.

O ano letivo de 2019 contará com algumas novidades. Entre elas está o aumento em 100% das escolas que oferecem ensino em tempo integral. Serão um total de oito escolas que irão atender 900 alunos. As redes de ensino que receberão as aulas em período integral em 2019 são: E.M. Maria Hercília Cardoso de Castro, na Vila Velha; E.M. João Carolino dos Remédios, no Morro da Glória; E.M. Leopoldo Américo Miguez de Mello, na Vila da Petrobras; E.M. Monsenhor Pinto de Carvalho, na Ilha Grande; E.M. Antônio Joaquim de Oliveira, na Sapinhatuba I; E.M. Profª Adelaide Figueira, na Sapinhatuba II; E.M. Zita de Oliveira Soares, na Sapinhatuba III e E.M. Francisco Xavier, Botelho na Lambicada.

Outra novidade é a ampliação do projeto dos polos musicais que atendem as escolas municipais. Atualmente apenas a Escola Municipal Tânia Rita, no Belém, recebe a ação, que neste ano, será ampliada para sete escolas, que serão escolhidas em parceria com a Cultuar.

 

 

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !