Secretaria de Educação apresenta economia de R$ 2 milhões com escolha de plataforma gratuita de ensino remoto

0

VOLTA REDONDA

Com início das aulas remotas, pela internet, marcado para o próximo dia 22, um comitê formado por professores da Secretaria Municipal de Educação (SME) e ligado ao Centro de Mídias Educacionais de Volta Redonda apresentou um relatório ao prefeito Antonio Francisco Neto sobre o uso da plataforma Google for Education – Classroom, Drive e Meet. A escolha da ferramenta, que é gratuita, gerou uma economia de R$ 2 milhões aos cofres públicos e tem sido utilizada na capacitação de professores e profissionais do setor administrativo das escolas municipais; um total de 2,3 mil pessoas.

O encontro aconteceu no último dia 12. A secretária municipal de Educação, Therezinha Gonçalves, a Tetê, explicou que além da economia, a nova plataforma foi uma opção pela facilidade em seu uso e qualidade.

“Optamos por esta plataforma por entendermos que ela é de qualidade, de fácil uso, tanto para os professores quanto para os pais e alunos. Além disso, fizemos um processo de transição e uma capacitação dos professores e profissionais da Educação para que eles pudessem ter maior segurança de como utilizarem essas ferramentas”, disse, elogiando a atuação da equipe de trabalho da SME. “Se hoje nós pudemos colher bons frutos, é graças ao empenho dessas pessoas que se dedicam todos os dias com muito amor e carinho”.

O coordenador do Centro de Mídias Educacionais e diretor da Escola Municipal Walmir de Freitas Monteiro, professor Felipe Nóbrega, disse que o desafio agora é mudar a imagem do ensino remoto, já que a plataforma utilizada anteriormente foi alvo de críticas, devido à falta de capacitação dos professores, e por ter um alto custo ao município.

“Conseguimos promover uma economia de R$ 2 milhões. Agora precisamos mudar essa imagem, para que as pessoas, principalmente os pais e alunos, se sintam seguros em utilizá-la; porque é uma nova ferramenta, mais simples, que está havendo uma capacitação e que não onera os cofres públicos”, afirmou Nóbrega.

Além do balanço dos primeiros dias com uso das ferramentas Google, o comitê da SME apresentou o projeto de inovação educacional; que tem como objetivo trazer ferramentas tecnológicas atuais para serem utilizadas no dia a dia do ensino público de Volta Redonda.

O Centro de Mídias Educacionais foi o responsável por desenvolver o site: (www.smevr.com.br), onde os alunos da rede municipal têm acesso a tutoriais que ensinam a como utilizar as ferramentas disponíveis. A previsão é que ao longo do ano, os professores participem de uma jornada para conhecerem recursos tecnológicos para poderem ofertá-los aos alunos da rede.

O prefeito Neto elogiou o trabalho dos profissionais de Educação de Volta Redonda e lembrou a preocupação com a saúde e segurança deles.

“Eu queria agradecer a todos, porque vocês não têm ideia de como esse trabalho está sendo importante para o futuro dessas crianças. O país atravessa uma crise, que é a provocada pelo novo coronavírus, e nós queremos garantir a segurança de vocês e dos nossos alunos. Já havia falado com a Tetê e vamos dar prioridade para vacinar vocês”, afirmou.

error: Conteúdo protegido !