Sassaricando- Oscar Nora – 22 de dezembro de 2018

0

Cadê meu camisa 10?

Foto: Divulgação

O Natal 2018 chegará na próxima terça-feira. O Natal inspira paz, amor, fraternidade, solidariedade, altruísmo e muitos outros valores pessoais e coletivos. Perto do Natal está o término de um ano e a chegada de um novo ano. E a chegada de um novo ano inspira reflexões e esperanças.
+
O curioso é que as datas não são destinas, embora assim pareça ser. O segredo está na maioria das vezes no presente de Natal. O mimo recebido é um talismã a estimular esperanças. Levado ao cenário do futebol, quais presentes os clubes do Rio estão oferecendo às suas torcidas?
+
Os torcedores do Rio certamente gostariam de receber de presente ver seus clubes retomando as posições de ponta no futebol brasileiro. Infelizmente, tendo como parâmetro o Campeonato Brasileiro, fazem quatro anos a liderança está em poder dos clubes paulistas nos bicampeonatos do Palmeiras e do Corinthians.
+
Na comparação das forças dos clubes das quatro principais capitais do futebol nacional, a nossa é a segunda. Juntos, os quatro representantes de São Paulo conquistaram 237 pontos; os quatro do Rio de Janeiro, 211; os dois do Rio Grande do Sul, 135 e os dois de Minas Gerais 112 pontos.
+
São Paulo tem o time campeão brasileiro e o Rio de Janeiro tem o Vice-campeão. Contudo, numa avaliação mais rigorosa, quando se faz a média aritmética dos pontos conquistados, a verdadeira capital do futebol em 2018 é Porto Alegre. Afinal, Internacional e Grêmio somaram juntos 135 pontos conquistados o que dá a média aritmética de 67 pontos e meio.
+
É muito mais do que a média paulista de 59,25 pontos; carioca, de 52,75 e mineira de 56. Os clubes do Rio sabem do papel menor que vêm interpretando e por isso encheram barcas despedindo atletas que não querem mais.
+
Como o Natal está chegando, e com ele a esperança, a torcida é para que papai noel traga o trenó repleto de presentes capazes de recuperar a alegria do torcedor carioca.
+

Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Daiene Dias, Felipe Lima e Etiene Medeiros colocaram o Brasil no pódio do Campeonato Mundial de Natação em piscina curta, na China. As medalhas de Etiene e Daiene foram as primeiras na história da Natação feminina em Mundiais em provas olímpicas.
+

Foto: Divulgação/IJF

O judô brasileiro também encerrou a temporada 2018 no pódio, com Rafael Silva “Baby” (prata), Maria Suelen Altheman e David Moura (bronzes) no World Masters/China, competição entre os 16 melhores judocas do mundo em cada categoria.

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !