Sassaricando – Oscar Nora – 2 de julho de 2022

0

Divulgação/CBF

A conquista da Copa América 2022 pela seleção brasileira feminina de futebol consagra sua histórica liderança continental. É o oitavo título em nove edições do torneio. Só não venceu em 2006, quando a Copa foi disputada na Argentina. Na conquista deste ano teve aproveitamento de cem por cento, com seis vitórias em seis partidas, sem sofrer gol.
+
As estatísticas da seleção brasileira feminina de futebol são impressionantes. Nas 182 partidas que disputou marcou 772 gols, o equivalente a 4,24 gols por partida. Formiga, Cristiane e principalmente Marta são as protagonistas. Mas o tempo passa. Por essa razão é bom acrescentar que a maioria das campeãs da Copa América deste ano, esteve nesta competição pela primeira vez.
+
Será que a liderança brasileira vai continuar? Penso que sim, embora a chegada da técnica Pia Sundhage esteja abaixo do que se esperava dela. Por outro lado, o futebol feminino tem recebido generosos investimentos e grande atenção da mídia aumentando sua visibilidade. Por fim, o Brasil é o único país da América do Sul com três divisões nacionais e dois campeonatos de base.
+
A cuca do Cuca deve estar fervendo depois dos 3 a 0 do Internacional em cima do Galo. Na sua reestreia, Cuca encontrou faltando parafusos no ótimo carro que deixou quando saiu do Atlético Mineiro. Será que vai dar tempo de colocar tudo no lugar até amanhã, quando terá pela frente o Palmeiras nas quartas de final da Copa Libertadores?
+
O Voltaço está perto de ser classificado para a fase final da série C? Sim e não. Sim porque, dia 7, em casa, pega o Ferroviário do Ceará, penúltimo lanterna do torneio. Dia 13, na Paraíba, pega o Campinense que é o antepenúltimo. Mas os dois serão feras feridas, porque no andar de baixo, matematicamente tudo pode acontecer.
+
Não porque, além de pegar times ouriçados para ganhar, no andar de cima o Voltaço, 26pontos e 6º do G6, tem no seu retrovisor o Botafogo/SP/26P, Aparecidense/GO/25P e São José/RS/25P. Portanto, matematicamente, tudo pode acontecer. E Kauan, vai agora ou vai depois?
+

+