Projeto Dança & Magia e OSBM realizam espetáculo neste sábado

0

BARRA MANSA

Em homenagem a Estação Ferroviária da cidade e todos os caminhos de ferro que deram um novo rumo à região, o Projeto Dança & Magia e Orquestra Sinfônica de Barra Mansa realizam hoje o espetáculo ‘Encontros e Despedidas’. O evento tem inicio a partir das 20 horas no Parque da Cidade, em Barra Mansa, a entrada é franca.

Inaugurada em 17 de setembro de 1871, a Estação Ferroviária de Barra Mansa é símbolo de um tempo em que todo o progresso do país se fazia pelos trilhos.  A inauguração foi presidida pela Princesa Isabel e por seu consorte, o Conde D’Eu, em pessoa. Foram recebidos na cidade pelo Barão de Guapy, Joaquim Leite Ribeiro de Almeida, e por uma vasta comitiva de notáveis.

Quase 150 anos depois, a Estação torna-se protagonista de uma grande homenagem-espetáculo: o ballet ‘Encontros e despedidas’, criação original da equipe do Projeto Dança & Magia, o espetáculo marca, mais uma vez, a parceria entre o Projeto Dança & Magia e a Orquestra Sinfônica de Barra Mansa. No local será montado um ‘teatro’ com palco concha, som, luz e acomodações para a plateia, no Parque da Cidade, apresentando a estrutura necessária para a realização deste grandioso evento.

De acordo com a diretora técnica do Projeto Dança & Magia, Bete Spinelli, é com grande felicidade que o espetáculo será realizado. “Feliz da cidade que possui um balé e uma orquestra. Nossa parceira com a OSBM e com o maestro Vantoil de Souza coloca Barra Mansa num seleto grupo de cidades, mundo afora, que têm esse privilégio. E este ano a felicidade é ainda maior, pois estamos trazendo ao público um projeto próprio, original e muito especial, que reflete poeticamente a história da região e as transformações decorrentes da chegada da via férrea”, destaca.

Bete Spinelli elegeu também a obra de Heitor Villa-Lobos para compor a trilha do espetáculo. “Nada mais natural do que trazer a música do nosso compositor maior para este espetáculo, Villa-Lobos foi um dos maiores entusiastas da brasilidade e até homenageou, em sua Bachiana no. 2, o ‘trenzinho do caipira’, nome com o qual batizou um dos movimentos mais conhecidos do público – lembra.

O maestro Vantoil de Souza comemora a escolha musical. “Para nós foi um prazer saber que tocaríamos Villa-Lobos, sua música é muito cara para nós, estamos acostumados a executá-la em concertos. Juntar o Villa-Lobos e a Dança será uma experiência muito emocionante para nós, para os bailarinos e para o público”, comenta.

O enredo

‘Encontros e despedidas’ é livremente inspirado nas várias situações que aconteciam nas estações de trem, que eram realmente a ‘vida’ de muitos lugares, como bem diz Milton Nascimento, em sua canção homônima.  Além de poético, o trem tornou-se um transporte mais voltado para atender à indústria e à produção. São outros tempos e o papel das ferrovias é vital também, mas com um novo propósito. Mas isso não impede que o enredo do espetáculo passeie pelos emoções, sonhos e lembranças que são caros a muita gente que viveu a era de ouro dos trens de passageiros.

NAS REDES

www.projetodancaemagia.org.br

https://www.facebook.com/espacodancaemagia

https://www.instagram.com/danca_e_magia/

http://www.musicanasescolas.com/

https://pt-br.facebook.com/MusicanasEscolasBM/

https://www.instagram.com/osbmoficial

https://www.youtube.com/osbmoficial