Valor recuperado de joalheria é estimado em R$ 100 mil; seis pessoas foram presas

0

ITATIAIA

A Polícia Civil confirmou hoje ao A VOZ DA CIDADE que o valor estimado de parte dos produtos recuperados após o roubo de uma joalheria em Resende, na terça-feira, dia 11, é de cerca de R$ 100 mil. Mais duas pessoas suspeitas do crime foram presas, em ação conjunta da Polícia Militar e da Polícia Civil, na noite do mesmo dia do crime. Horas antes, as equipes já haviam prendido outros quatro suspeitos, oriundos, todos, do Rio de Janeiro, tendo ainda a possibilidade de existir mais participantes na ação criminosa.

Ainda segundo a equipe da 99ª Delegacia de Polícia (DP) de Itatiaia, ao A VOZ DA CIDADE, foram recuperados 80 anéis, 14 cordões, 51 pulseiras e 35 relógios.

MAIS DOIS PRESOS

Agentes do 37° Batalhão da Polícia Militar (BPM) e da 99ª DP, prenderam na noite de terça-feira, mais dois suspeitos de assaltarem a joalheria.

Segundo registro de ocorrência, os militares em patrulhamento reforçado pela cidade à procura de mais envolvidos no crime, tiveram atenção para um veículo Fiat Pálio, cor verde, com quatro elementos dentro, na Rodovia Presidente Dutra, na altura do bairro Vila Niterói. O fato aconteceu por volta das 23h30min. Os agentes tentaram abordagem, mas o condutor do carro partiu em alta velocidade, não obedecendo a ordem de parada. Em ato contínuo, as guarnições da Polícia Militar perceberam que dois ocupantes desembarcaram do veículo e embrenharam no mato. Os militares então realizaram cerco na localidade, com auxílio de outras viaturas, assim como uma viatura descaracterizada da 99ª DP. Em determinado momento, os policiais civis avistaram dois elementos embarcando em um veículo Honda Civic, sendo o mesmo abordado pela  Polícia Militar. Em seu interior estava um homem, conhecido como “Paraíba”, que segundo informações estaria comandando o tráfico de drogas do bairro Nova Conquista.

Diante dos fatos, todos que estavam no veículo foram encaminhados para 99ª DP, que após consulta, foi verificado que ambos tinham mandados de prisão em aberto, ficando então presos. Não há informação de material apreendido.

Os agentes civis e militares permanecem em buscas atrás de mais envolvidos no crime.

O CASO

A joalheria assaltada fica dentro de um shopping, no Centro de Resende. Segundo registro na 99ª DP de Itatiaia, a ação teria acontecido logo pela manhã, quando o local foi aberto. Os criminosos na ocasião roubaram as joias e seguiram de carro pela Via Dutra, sendo quatro deles localizados de forma imediata pela equipe do 37° BPM, na pista sentido São Paulo, já na altura de Itatiaia. Um segundo carro com suspeitos já estava sendo procurado pela polícia, com base em imagens.

“Conseguimos recuperar boa parte do que foi roubado. Já temos um outro carro previamente identificado”, contou um dos policiais civis ao A VOZ DA CIDADE, anteriormente, assegurando que todos os detidos (os quatro primeiros) são do Rio de Janeiro, dois de Nova Iguaçu, um de Jacarepaguá e um do Méier. “O carro que estava sendo procurado tem placa da região”, adiantou a polícia.

Os policiais aprenderam com os quatro homens duas pistolas calibre 9 mm, com numeração raspada. Uma de fabricação nacional e a outra austríaca. O carro em que estavam era da cor vermelha, da Vokswagem.

OUTROS ASSALTOS

Esse foi o terceiro assalto a rede de joalheira de Resende, sendo os dois anteriores ocorridos em 2018. No primeiro, a polícia não conseguiu recuperar o que foi roubado. Já o de novembro quatro pessoas foram presas e as joias roubadas foram recuperadas.

O quarteto foi preso pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) em operação conjunta com o 37º BPM, quando foram encontrados no interior do veículo: 180 anéis, 27 brincos, 156 pingentes, 57 pulseiras, 25 cordões, um amontoado de cordões embolados, 14 relógios, um rádio digital, além da quantia em dinheiro de R$1.149,00, peças de roupas e duas mochilas.

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !