Infestação de piolhos de pombos faz direção de escola suspender aulas em Volta Redonda

2

Pelo menos até esta quinta-feira, 19, os cerca de 700 alunos da Escola Municipal Paulo VI, no bairro Açude, em Volta Redonda, ficarão sem aula. É que, na terça-feira, por causa de uma infestação de piolhos de pombos, a direção da escola decidiu suspender as aulas.

A informação é de que o problema já é existente há meses, mas que o problema se agravou no último final de semana quando os piolhos começaram a ser vistos nos materiais escolares e nas roupas das crianças. Além disso, os estudantes começaram a sentir coceira constante em todo o corpo.

OFÍCIO DA ASSOCIAÇÃO DE MORADORES

Em julho, a Associação de Moradores do bairro Açude enviou ofício à Secretaria Municipal de Educação (SME) solicitando o envelopamento da escola por causa da presença constante de pombos na unidade escolar. O documento foi protocolado na SME no dia 24 de julho e a Secretaria de Educação respondeu que o procedimento de envelopamento que resolve a questão dos pombos, que está em andamento a licitação através de um processo administrativo da SME. O presidente da Associação dos Moradores, Alan Cunha, garantiu que o compromisso é com a comunidade escolar e do bairro. Por isso, o ofício foi enviado, já que é constante a aparição de fezes de pombos na escola.

Conforme o comunicado da direção da escola enviado aos pais dos alunos, as aulas só retornariam na próxima segunda-feira, 23, mas logo em seguida, a secretária Municipal de Educação, Rita de Cássia, afirmou que as aulas retornarão na sexta-feira, 20. A  secretaria  informou ainda ao A VOZ DA CIDADE que as aulas foram suspensas com o objetivo de resguardar os alunos, uma vez que a escola foi dedetizada e o inseticida é mais forte. “Não podemos deixar as crianças em contato com o produto. As aulas retornarão a partir de sexta-feira, 20”, informou a secretaria.

REDES SOCIAIS

Estudantes usaram as redes sociais para denunciar o caso. “Hoje na Escola Municipal Paulo VI no Bairro Açude 1, eu e meus colegas de turma 801 tivemos que sair mais cedo porque nossa sala estava cheia de piolho de pombo. Funcionários da escola ligaram para SME para ver se eles poderiam tomar uma atitude e eles ignoraram completamente o assunto dizendo que não era uma emergência. Vai ser emergência até Quando? Até quando alguém morrer? Olha como os alunos e os professores estão, isso pra vocês não é emergência? Alunos com alergia, a parede da sala cheia de piolho e a escola está lotada de pombos. A diretora já cansou de pedir a ajuda de vocês e vocês falavam que iriam fazer e tals e nunca fizeram. A gente não vai se calar mais não, os alunos, os pais e os funcionários já estão cansados. As tias da limpeza limpam essa escola sempre, dão de tudo para a gente se sentir em casa e vocês não tomam uma providência. Então vamos ter que fazer uma manifestação para vocês verem que é uma situação de emergência? O prefeito só sabe inaugurar umas mil coisas mas cadê o investimento na nossa educação? Cadê a ajuda que nós tanto precisamos? Então você que é aluno, pai, funcionário, morador do bairro açude, morador de Volta Redonda vamos tomar nossas providências? Vamos fazer uma manifestação para que a SME veja que sim é uma situação de emergência. Vamos tomar atitude antes que piore a saúde dos nossos alunos e funcionários”.

 

2 Comentários

  1. Não é só no Açude não. A cidade está infestada com esses bichos. Viraram Praga. No Ginásio do Sto Agostinho as crianças , adolescentes e adultos são obrigados a fazer suas atividades físicas levando jatadas de excrementos de pombos o tempo todo. O fedor é horrível. Mas o pior tb é ter que aguentar as aves durante o dia rodeando as caixas d’água do bairro. Muito perigoso. Isto é ação para as Secretarias de Meio Ambiente, Saúde e Zoonoses.

    • Isso é verdade! Na escola Maria Jose tbm está infestado de pombos é triste de ver ..eles entram no refeitório…na sala de aula… É uma pena pq a escola é maravilhosa! Mas isso nos preocupa…

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !