Fundação Cecierj e Dell oferecem curso de qualificação

0

RIO DE JANEIRO

A Fundação Cecierj e a empresa Dell Technologies, por meio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação, firmaram uma parceria para oferecer duas mil vagas para o Programa Gratuito de Qualificação Acessível Profissional. A iniciativa é voltada para moradores do Estado do Rio de Janeiro com alguma deficiência ou em situação de vulnerabilidade social. As inscrições terminam no dia 2 de março, pelo site http://leadfortaleza.com.br/. A divulgação da lista dos selecionados será realizada no dia 6 de março e o início das aulas acontecerá no dia 16 do mesmo mês.

Cada candidato poderá escolher apenas uma opção entre os 13 cursos oferecidos: Informática prática, Introdução a aplicativos on-line do Google, Empreendedorismo e ética, Atendimento ao cliente. Cursos técnicos na área de programação: Introdução à lógica de programação, Fundamentos de programação orientada a objetos com Java, Integração de aplicações e serviços com Java, Fundamentos de banco de dados com Java, Introdução ao desenvolvimento de aplicações em Java, Fundamentos de programação para web com Java, Padronização de projetos Web com Java EE e Spring Framework, Fundamentos de desenvolvimento móvel utilizando Android API, Java, planejamento e desenvolvimento de aplicações Android utilizando Google APIS.

CURSO À DISTÂNCIA

Os cursos serão aplicados pela Dell, por meio da Plataforma Acessível de Ensino a Distância desenvolvida pelo LEAD (Centro de Inovação, Pesquisa e Desenvolvimento da Dell), com apoio da Fundação Cecierj. O aluno que não tiver computador disponível para acessar o material pode comparecer a um polo do Centro de Ciências e Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro (Cederj) mais próximo, de terça a sexta-feira, das 13h às 17h, para utilizar o laboratório de informática da unidade. O conteúdo também pode acessado pelo aplicativo Aprendizado Acessível, disponível em versões para Android e IOS.

A plataforma conta com recursos de acessibilidade, como Intérpretes de Libras, alertas sonoros, comandos de voz e audiodescrição de imagens. A plataforma foi desenvolvida por uma equipe multidisciplinar do LEAD – que conta com cerca de 30% dos colaboradores portadores de alguma deficiência e com participação ativa no desenvolvimento das soluções – e auxiliou na capacitação de mais de 9,4 mil pessoas, com e sem deficiência, e pessoas em situação de vulnerabilidade social em todo Brasil.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !