Ex-presidente de regional da Firjan, Henrique Nora recebe homenagem póstuma no município de Barra do Piraí

0

BARRA DO PIRAÍ

O ex-presidente da representação regional da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) no Sul Fluminense, Henrique Antônio Nora Oliveira Lima, falecido há sete anos, foi homenageado na segunda-feira, dia 14, em Barra do Piraí. Uma ponte no município recebeu o seu nome. Seu filho, Henrique Antônio Nora Oliveira Lima Junior, que é o atual vice-presidente da representação regional Sul Fluminense da Firjan, esteve presente na ocasião.

Henrique Nora era advogado e um importante empresário do setor cerâmico, sendo uma referência dentro do setor, assim como para a Firjan. Ocupou até seu falecimento os cargos de presidente do Sindicato da Indústria de Cerâmica para Construção e Olaria do Médio Vale do Paraíba, vice-presidente da Associação Nacional da Indústria Cerâmica (ANICER), vice-presidente da Firjan, presidente do Conselho da Representação Regional da Firjan/CIRJ no Sul Fluminense, presidente do Conselho de Assuntos Legislativos da Firjan e foi membro do Conselho de Assuntos Legislativos da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

No Sul Fluminense, sua atuação foi fundamental para a obtenção de importantes conquistas para a região. Em reconhecimento, Nora foi homenageado pelas Câmaras Municipais de Barra do Piraí, Volta Redonda e Barra Mansa, além de pela própria Firjan, por serviços prestados para os municípios locais e para a indústria fluminense. Na capital, foi agraciado com o título de Benemérito do Estado do Rio de Janeiro pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), além de receber a medalha Tiradentes do parlamento.

Para o vice-presidente da Firjan Sul Fluminense, Henrique Antônio Nora Oliveira Lima Junior, a homenagem ao pai tempos depois do seu falecimento é um sinal de que o seu legado para a região segue sendo reconhecido. “Meu pai sempre foi um homem preocupado com a sua região, assim como o Rio e o país, vivendo numa busca incansável para trazer o desenvolvimento para a sua localidade. Ele acreditava que a única coisa que poderia mudar o Brasil seria a Educação. Esta ponte, inclusive, faz ligação com o SENAI, portanto ligada com a Educação. Estamos lisonjeados com a homenagem, com o reconhecimento do serviço prestado por ele”, destaca.

error: Conteúdo protegido !