Barra Mansa conquista primeiro lugar do Sul Fluminense em avaliação do Ministério da Saúde

0

BARRA MANSA

Mesmo durante a pandemia causada pela Covid-19, Barra Mansa conquistou bons resultados na avaliação do Ministério da Saúde e recebeu R$ 20.107.374,00 para investir em ações de combate à doença. O município teve a melhor colocação do Sul Fluminense e a sexta posição no estado, ganhando destaque em relação às cidades mais populosas. A ajuda veio através da portaria nº 1.666 de 1º de julho, que dispõe sobre a transferência de recursos financeiros aos governos estaduais, municipais e Distrito Federal para enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional, decorrente do novo coronavírus.

Os recursos financeiros correspondem ao montante de R$ 13,8 bilhões, distribuídos em parcela única. Para a disposição dos valores, foram adotados os seguintes critérios: faixa populacional, com base na população estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para o Tribunal de Contas da União (TCU); valores de produção de Média e Alta Complexidade registrados nos Sistemas de Informação Ambulatorial e Hospitalar do Sistema Único de Saúde (SUS) e valores transferidos aos municípios, relativos ao Piso de Atenção Básica (PAB).

O valor será destinado ao custeio das ações e serviços de saúde para o enfrentamento da pandemia, podendo abranger a atenção primária e especializada; vigilância em saúde; assistência farmacêutica; aquisição de suprimentos, insumos e produtos hospitalares; custeio de procedimento de Tratamento de Infecção pelo novo coronavírus; bem como a definição de protocolos assistenciais específicos para o enfrentamento da doença.

Segundo o secretário de Saúde de Barra Mansa, Sérgio Gomes, a conquista é o reflexo de bons resultados conquistados pela Pasta. “Esta ação foi uma avaliação que o Ministério da Saúde fez para distribuir recursos para a prevenção da Covid-19. A análise foi estritamente técnica e nós fomos muito bem avaliados. Ficamos em primeiro, disparados, no Sul do Estado e tivemos melhor colocação em relação a cidades muito mais populosas”.

error: Conteúdo protegido !