Atividades religiosas movimentam as Paróquias de Santo Antonio em Barra Mansa e Volta Redonda

0

BARRA MANSA/VOLTA REDONDA
Os devotos de Santo Antônio das duas cidades acordaram cedo nesta segunda-feira, dia 13, para acompanhar as atividades religiosas alusivas à data. Na igreja do bairro Saudade, em Barra Mansa, os fiéis participam de missas, catequese e adoração ao Santíssimo Sacramento ao longo do dia. A prefeitura apoia a festividade que acontece no entorno da Praça Dom Sebastião Leme até a noite. Em Volta Redonda, as ações religiosas acontecem na Igreja Santo Antonio, no bairro Niterói. Às 18 horas será celebrada a última missa do dia.
Em Barra Mansa, na programação religiosa consta missa às 7 horas, às 10 horas e às 19 horas, seguida de procissão, bênção solene com o Santíssimo Sacramento, às 17 horas, catequese com o tema ‘Eucaristia, o mistério que se celebra’. A adoração acontece entre uma atividade e outra.
O pároco, padre Deivi Santana, destaca que a partilha é uma das grandes inspirações que Santo Antônio deixou à humanidade. “Um dos elementos fortes é cuidar dos pobres e necessitados. Foi um exemplo de que podemos partilhar, mesmo que pouco, com quem não tem nada. Por isso a devoção do pão, que representa o pão nosso de cada dia. Através do alimento, a partilha e a caridade – que não falte para mim e para o outro”, destacou o religioso.
SURGIMENTO DA DEVOÇÃO
Padre Deivi também explicou como surgiu a devoção ao ‘santo casamenteiro’. “A história mais conhecida surgiu depois da morte do santo, quando uma jovem humilde não tinha condições de pagar o dote pelo seu casamento. Então, ela começou a recorrer e pedir até que surgiu a inspiração de recorrer a Santo Antônio. Foi quando alguém escreveu um bilhetinho, entregou a ela e disse para ir à mercearia próxima a sua casa. No papelzinho estava escrito mais ou menos assim: coloque este papel na balança e o peso que der, passe em dote para ela. Eis aí o mistério, pois o bilhetinho pesava exatamente o valor do dote que ela precisava para se casar”, explicou o pároco.
Quem passou pela Igreja de Santo Antônio logo cedo foi Anna Maria de Almeida, de 73 anos. Moradora do bairro Vista Alegre, ela disse que não deixa de assistir a missa em Saudade no dia 13 de junho de cada ano. “Já recebi muitas graças para mim, minha família e meu esposo, por intermédio de Santo Antônio. Hoje, pela idade, ando bem esquecida e ele me ajuda a achar algo ou lembrar do que preciso”, revelou dona Anna, que levou para casa seu saquinho com pães. “Coloco dentro do pote de arroz ou farinha. Não falta nada mesmo, graças a Deus!”.As atividades religiosas em Volta Redonda iniciaram com a bênção dos pães- Divulgação

VACINAÇÃO, DOAÇÃO DE MUDAS E FESTA
Além de comidas típicas, chopes artesanais, feira de artesanato, brinquedos, shows de prêmios, que começam a partir das 16 horas, a banda Handmade encerra os shows, na noite de hoje. Nesta manhã, a Secretaria de Saúde promoveu até o meio-dia, ações como vacinação contra Covid-19 e gripe, aferição de pressão e orientação sobre combate ao Aedes aegypti. Também acontece a doação de plantas e árvores nativas da Mata Atlântica, através da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável.
Padre Deivi aproveitou para agradecer o apoio do Governo Municipal na realização da tradicional Festa de Saudade, em honra ao padroeiro da comunidade religiosa.
O pároco aproveitou também para registrar sua gratidão ao prefeito Rodrigo (Drable), que apresentou a proposta para concentrar as atividades culturais do município no bairro ao longo desta última semana.
PADROEIRO DE VOLTA REDONDA
Em Volta Redonda, onde Santo Antonio é padroeiro, as atividades religiosas iniciaram pela manhã com a bênção dos pães e distribuição no bairro Niterói. Às 8 horas foi celebrada missa pelo padre Juarez Sampaio, às 12 horas com padre Jorge e as 18 horas haverá procissão seguida de missa solene com o bispo diocesano Dom Luiz Henrique. Para encerrar as comemorações da semana haverá venda de pizza fritas e cal