Zapeando

0

Frase do dia

“A sua inveja é o resultado do meu ibope”

Versículo do dia

“Porque, onde estiver o vosso tesouro, ali estará também o vosso coração”. Lucas 12:34

Um homem chamado João

Já se faz alguns anos quando um jovem na faixa dos 15, 16 anos, acompanhado de seu pai procurou o jornalista João Pançardes, que tinha acabado de lançar um jornal em Barra Mansa para lhe propor uma coluna semanal sobre os principais recordes mundiais. Este jovem rapaz, que começava ai a sua carreira no meio jornalístico, havia ganhado um dos exemplares do Livro dos Recordes e queria escrever sobre ele. Ganhou não só o direito de escrever não só uma, mas duas colunas semanais. O jovem era eu! O jornal A Voz da Cidade.

O tempo passou, fui estudar fora, deixei a coluna e no meio da década de 90 atendendo a um convite do falecido José Marques retornei ao A VOZ e lá estava o mesmo homem que tempos atrás me deu a primeira oportunidade como profissional.

Fizemos várias parcerias. Fui repórter, editor, revisor (eta função chata) até que por volta de 2003, na minha última volta ao jornal, lançamos a coluna Zapeando, esta – inicialmente em parceria com o meu amigo José Carlos Matheus, o Minhoca, então chefe de escritório em Volta Redonda.

Passaram-se os anos e continuamos aqui e não podemos deixar de homenagear ao João pela homenagem que a Câmara dos Vereadores de Barra Mansa lhe prestou dias atrás. Foi mais uma, mas com certeza uma das mais importantes.

Ao João – a quem peço permissão por revelar um segredo – faz uma canja de pato deliciosa, o nosso abraço e o nosso agradecimento pelas oportunidades e que mais homenagens, em vida, continuem a acontecer.

Foto: Arquivo/A Voz da Cidade

Ainda vai demorar

A volta de Willian Bonner ainda não tem data para acontecer. Ele continua tratando da quebra do pé. Heraldo Pereira fica em seu lugar.

Foto: Divulgação

Não aguentou

Uma morte está prevista para acontecer no fim de Novo Mundo. Ferdinando (Ricardo Pereira), não aguentando da saudade de sua amada Letícia (Maria João Bastos), se despede de todos na casa da Diara (Sheron Menezes) e vai para a mata, para o lado da sepultura do seu grande amor e, de uma forma que não é revelada pelos autores, se mata.

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !