Arthur Pedroza: O nome das águas abertas de Resende

0

Oi pessoal! No esporte costumamos ter nossas referências e exemplos a serem seguidos. E o nadador resendense, Artur Pedroza, é um destes casos que seguem inspirando e influenciando muitos jovens na natação e na maratona aquática. Exemplo de longevidade, pois já está com 45 anos, ele também é exemplo de dedicação e disciplina.

Há 10 anos morando em Resende, Pedroza é atleta, técnico e árbitro de maratona aquática, uma referência na modalidade e atualmente comanda a equipe Resende Águas Abertas, que conta cerca de 100 atletas.

Em 2018, Artur representou o Brasil na etapa da Macedônia do Circuito Mundial de Ultramaratona Aquática, o Fina Ultramarathon Swim Series. Mas a jornada até voltar a representar o Brasil após 18 anos foi longa e cheia de conquistas e obstáculos.

Artur começou a nadar aos quatro anos de idade, passou por todas as categorias da natação em piscina, colecionou títulos e chegou à seleção brasileira aos 16 anos. Representou o país em etapas da Copa do Mundo, Universíade – evento multidesportivo internacional, organizado para atletas universitários pela Federação Internacional do Desporto Universitário, Sul Americano Juvenil e Absoluto, Multinations.

No Rio de Janeiro, onde morava, nadou por diversos clubes: Flamengo, Fluminense, Botafogo e Guanabara (onde iniciou sua carreira).

Após se recuperar de uma cirurgia na coluna em 2001, Artur migrou para as águas abertas, disputando diversos circuitos como o Estadual, Niteroiense e da Região dos Lagos (Faberj). Foi campeão diversas vezes destes circuitos. Em 2007, teve novamente um problema na coluna e parou de competir.

Formado em Educação Física e Economia, Artur teve que se reinventar mais uma vez. Mudou-se para Resende após passar em um concurso público e após seus anos sem competir, influenciado por amigos, voltou a participar das provas de águas abertas.

Já com 40 anos, os resultados voltaram a aparecer e foram surpreendentes. Atualmente, Pedroza é tetracampeão dos Circuitos XTERRA e Rei e Rainha do Mar, bicampeão da 14BIS – 24km, campeão da Ultramaratona Ilha do Mel – 20km em 2017, campeão do Circuito de Ultramaratona de SP 2018, campeão da Ultramaratona da CBDA de 25km, seletiva que o levou a representar o Brasil na Macedônia.

Artur ainda faz parte do Hall da Fama do XTERRA, e é o atual líder do Circuito 2019.

Vida longa a este atleta que nos prova todo dia que nada é impossível e que podemos sempre acreditar no nosso potencial e que com garra, foco e persistência podemos chegar longe!

Não se esqueça de curtir minha página no Facebook: Matheus Gonche e de me seguir no Instagram: @gonchematheus. Todas as colunas publicadas no jornal A VOZ DA CIDADE estão também no meu site: www.matheusgonche.com.br.

Até semana que vem!

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !