Ensino e vida cristã no lar

0

“E estas palavras que hoje te ordeno, estarão no teu coração; E as ensinará a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te e levantando-te” (Deuteronômio 6: 7 e 8).

O lar, a escola e a igreja são agências de Deus na formação do indivíduo. Diz-se que quarenta por cento do caráter de uma pessoa é formado até os três anos e oitenta por cento até os oito anos. Os vinte por cento restantes serão formado ao longo da vida até a morte. A cultura judaica tinha o lar como uma escola para a formação integral das crianças. A melhor época para ensinar o indivíduo é na infância.

*Alguns inimigos da família. O tempo que nos é roubado no mundo de hoje. Somos uma sociedade atarefada demais para ter comunhão intensa.

> O consumismo: filosofia que nos ensina que a razão da vida é consumir o máximo que puder de tudo o que há.

> Os veículos de informação: televisão, revista etc., quando instrumentos de pregação de rebeldia, desprezo ao lar e coisas semelhantes.

> O materialismo, que diz que tudo é apenas matéria, e nada há, além disso. As drogas oferecidas abertamente nas portas das escolas e nas festas (fumo, álcool, maconha e cola).

> O alvo principal do diabo é a família, Desestruturando a família, os outros segmentos, facilmente são atingidos.

* O ensino em família- Deve ser encarado como um ministério, uma missão, uma tarefa mesmo. Uma missão que exige disciplina, boa vontade e seriedade no trabalho. Uma missão que exige dependência total de Deus. As palavras convencem, os exemplos arrastam logo o exemplo fala mais alto. Jesus disse: “Vós sois o sal”. Nossos filhos nos imitam, somos o modelo. Ensine seu filho a cultuar a Deus: Ler a Bíblia, lendo com eles; A orar, orando com eles; Ir à igreja, levando eles.

> Como deve ser a vida no lar. Vigie com as suas palavras: Não fale mal, não critique, pois isso é negativo perante os filhos.

> aja com cortesia: gestos delicados, atitudes positivas, boas maneiras devem ser cultivadas; mantenha porta aberta ao diálogo.

> Exponha e respeite mutuamente os pontos de vista.

> Manifeste abundantemente sua apreciação. Elogios e aplausos são de grande valia.

> Crie tarefas, ensine o filho a cooperar e ter responsabilidades.

> Ensine seu filho a se comportar em diferentes situações.

> Ensine seu filho a cultivar bons relacionamentos. Seja amigo dos amigos de seu filho.

Ter filhos e cria-los é tarefa árdua, mas extremamente gratificante. A criança que cuidamos hoje, não sabemos o que será amanhã nas mãos de Deus. Podemos estar segurando nos braços alguém como o apóstolo Paulo, ou William Carey, ou ainda Billy Grahan, Ou pode ser simplesmente um crente fiel e bom pai de família. O que importa é que sejamos fiéis no cuidado da vida que Deus colocou em nossas mãos. Deus nos abençoe!

# COLUNISTA: Reverendo Gerson Costa – Ministro Jubilado da Igreja Metodista Wesleyana- Pastor/ Conferencista/ Cantor evangélico- Contato com esta coluna: [email protected]/ #

 

 

 

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !