Encenação da Paixão de Cristo marcam a Semana Santa

0

BARRA MANSA

O município realiza na próxima semana a encenação da Paixão de Cristo será realizada na Sexta-feira Santa, dia 19 de abril, a iniciativa faz parte das celebrações religiosas da Semana Santa.

Neste ano, a novidade é que após 15 anos o espetáculo volta a acontecer no bairro Vista Alegre, na Rua Nossa Senhora Aparecida – Comunidade Nossa Senhora Aparecida, às 7 horas da manhã. Já no distrito de Rialto, o espetáculo chega a sua 36ª edição consecutiva.  O tradicional evento é considerado uma das mais importantes manifestações culturais e religiosas no município e acontece a partir das 16 horas, com inicio na Praça Pichu. Os dois eventos são gratuitos.

Em Rialto, a cada ano a peça vem se inovando. Através da colaboração dos moradores da própria comunidade, que se dividem nas funções de atores e produtores, o evento é sucesso de público e de satisfação.

Para o presidente da Fundação Cultura Barra Mansa Marcelo Bravo, essa é uma das atividades mais impactantes e tradicionais da cidade, no qual a população se envolve diretamente na realização da encenação. “Todo o distrito se mobiliza e recebe a visita de pessoas de várias cidades. Quem realiza são amadores, não são atores profissionais, o que deixa a encenação ainda mais próxima de quem assiste, porque dá pra perceber que quem está em cena, faz por amor”, contou Bravo, afirmando que todos os anos cerca de mil pessoas acompanham o evento do início ao fim.

De acordo com uma das organizadoras do espetáculo, Aparecida Verônica da Silva, a atração durante todo ano é aguardada pela comunidade. “É muito grande a satisfação em fazer parte desse grande espetáculo que envolve fé, amor e de uma forma mais leve conta sobre a ressurreição de Cristo”, afirmou Verônica.

A encenação da Paixão de Cristo de Rialto é uma celebração que envolve cerca de 200 moradores do distrito, que se reúnem desde 1983 para contar a história da morte e ressurreição de Jesus. O espetáculo acontece sempre na Sexta-feira Santa pelas ruas do distrito e tem duração em torno de três horas. A peça tem cenários montados em diversos pontos do trajeto e o elenco é formado por atores da própria comunidade.

VISTA ALEGRE

Maria das Graças Carvalho é uma das fundadoras da encenação e responsável por parte da confecção dos figurinos do espetáculo na Vista Alegre. A ser perguntada sobre como estão os preparativos ela afirma. “Só de responder essa pergunta já me emociono. Graças a Deus e ao comprometimento de todos, estamos conseguindo reerguer essa tradição no bairro. Não está sendo fácil, mas Deus capacita e dá forças a cada dia. Sou eternamente grata por fazer parte dessa organização”, expressou a senhora.

A intenção da comissão é realizar um espetáculo altamente ecumênico e de diversas classes sociais, demonstrando uma responsabilidade social e humana. A Encenação da Paixão de Cristo é um espetáculo de fé, amor e devoção, que pretender ser celebrado ao ar livre e gratuito, encenado pelas ruas do bairro Vista Alegre em Barra mansa. Abraçando todas as comunidades da Paróquia de Santa Cruz – Vila Nova, buscando ser novamente o maior espetáculo de teatro realizado ao ar livre na paróquia.

Uma comissão foi criada para cuidar especialmente de cada detalhe e uma nova identidade visual deu vida, para celebrar a volta da Encenação.  São cerca de 12 pessoas  na comissão de organização. E muitas outras ainda estarão envolvidas na produção do espetáculo, atores, ensaiadores, produtores, etc, somando um total de cerca de 100 pessoas.

O texto, adaptado pelo produtor Mathus Silva, que também responde pelos cenários e figurinos, demandou esforço e pesquisa. “Remontar este espetáculo é sempre fascinante e emocionante. Estar presente na elaboração nos permite conhecer melhor essa paixão e sua contribuição para a salvação da humanidade, tanto no passado quanto atualmente. Assumir por mais um ano a responsabilidade de produzir um espetáculo como esse, traz força e alegria em saber que mais uma vez vou poder aproximar as pessoas da vida de Jesus, mesmo que por pouco tempo, com a intenção de que partir daí elas se aproximem cada vez mais por si mesmas já tendo aberto o caminho”, revela.

 

 

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !