Cyber Week toma conta da rede varejista e conquista consumidores

0

SUL FLUMINENSE

Os consumidores que aproveitaram as promoções durante a Black Friday ou ainda não conseguiram encontrar produtos com descontos sob medida no seu orçamento podem conferir a nova fase de ofertas de mercadorias nesta semana com a Cyber Monday realizada ontem e sua versão estendida com a Cyber Week. A prática de origem nos Estados Unidos, era a forma encontrada pelos comerciantes para aproveitar o fluxo de vendas após a sexta-feira marcante da ‘Black Friday’. Assim, criaram a Cyber Monday, ou segunda-feira cibernética, que incita as vendas principalmente pela internet. Mas, na prática, assim como a sexta mais famosa das vendas mundialmente, a segunda-feira cibernética tem versão estendida e promete uma nova enxurrada de produtos em diversos segmentos com descontos atrativos na faixa de até 80%.

Pelas ruas das cidades da região muita gente já contava com a Cyber Week para tentar encontrar novas ofertas. “Minha caixa de e-mail ta repleta de mensagens, anúncios da Cyber Monday, Cyber Week. Vi algumas ofertas, que não são tão impactantes quanto a Black Friday, mas ainda assim são atraentes. Gastei R$ 450 na Black Friday, faltou comprar um notebook novo. Quem sabe acho algo nas lojas ou internet”, comenta o montador de móveis, Ricardo Guedes, de Resende. Nas lojas da cidade a Cyber Monday e Ciber Week conta com cartazes e apelo de vendedores. “A maioria dos clientes ainda não entendeu que anualmente, após a Black Friday, acontece a Cyber Monday. O cliente pode comprar pelo site e retirar na loja física, sem precisar pagar entrega. Temos a loja toda em oferta, uma espécie de segunda chance para quem não conseguir comprar na Black Friday”, afirma o gerente Samuel Dias.

O setor varejista comemora as vendas, lembrando que neste ano as ações comerciais tiveram uma sequencia iniciada em setembro com a Semana do Brasil, culminando com o Dia das Crianças em outubro e, agora, a Black Friday e Cyber Week de novembro a dezembro. “Essas ações despertam a atenção do consumidor de todas as idades. Vi muitos adolescentes comprando sem a presença dos pais. Também observei pais em busca de novidades, enfim. Conquista consumidores de todos os gêneros e faixas etárias e classes sociais. Um aquecimento importante para o Natal, que é a data mais importante para o comércio”, comenta o empresário Patrick Diniz, de Barra Mansa.

ITENS EM PROMOÇÃO

Com foco nas vendas on-line de alimentos e bebidas, automotivo, beleza e saúde, brinquedos, casa e decoração, diversos, eletrodomésticos, eletrônicos, esporte e lazer, games, informática, moda, smartphones e celulares e televisores. Os produtos apresentam descontos a partir de 10%, variando a 80%. Na linha de beleza e saúde, um batom de uma fabricante nacional com 3,5 gramas, sai a R$ 8,90 tendo 40% de desconto do valor original. Na linha de smartphones, há celular Android, com 16GB de capacidade e tecnologia 4G, com câmera de 16 megapixel a R$ 989,99 com 10% de desconto. “Quero achar um notebook com valor em conta. Tentei na Black Friday e não achei produtos que queria em estoque. O dinheiro tá guardado, falta encontrar a oferta ideal”, opina a cabeleireira Elisandra Barbosa.

BLACK FRIDAY FOI SUCESSO DE VENDAS

Dados da Boa Vista, com abrangência nacional, mostram que, em 2019, as vendas do comércio na Black Friday cresceram 6,4% em relação a 2018, superando a projeção da empresa de alta de cerca de 4,0%. Esse crescimento acima das expectativas repete o acontecido em 2018.
Os dados consideram as consultas do período de 26 a 30 de novembro, comparadas às consultas realizadas a edição de 2018. Somente na sexta-feira, 29, a estimativa é que as vendas tenham crescido 8% em relação a 2018.

Segundo os economistas da Boa Vista, o movimento reflete melhoras no mercado de trabalho e, especialmente, no mercado de crédito. Diante da inadimplência mais baixa, os bancos vêm aumentando a oferta de empréstimos. Por parte dos consumidores, as taxas de juros menores e a melhora da confiança vêm elevando a demanda por crédito.

Vale destacar que, entre os itens mais vendidos na data, estão os eletrônicos e eletrodomésticos, itens de valor mais elevado e cujas vendas dependem das condições do crédito. Nesta data, além de se presentear, os consumidores aproveitam as promoções da Black Friday para já anteciparem as compras de Natal, o que também vem favorecendo o movimento do comércio na data.

Mas neste ano, de acordo com a Boa Vista, mesmo com a antecipação de parte das vendas de Natal, a melhora do cenário econômico já aponta para um aumento significativo do movimento do comércio no Natal, ainda a principal data do comércio.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !