Ácido glicólico: o que é e quais produtos incluir na rotina de beleza

0

BARRA MANSA

Com o boom da limpeza de pele e a efervescência do surgimento de produtos para limpar, cuidar, hidratar e tratar a pele, talvez você até já tinha ouvido falar do ácido glicólico, mas não saiba exatamente do que se trata.

O ácido glicólico é uma das menores moléculas da família dos alfa hidroxiácidos. Na prática, isso significa que ele é solúvel em água e penetra profundamente na pele.

De acordo com o co-fundador do The Inkey List, Mark Curry,. Na pele, ele descola as células mortas da pele, o que a deixa mais brilhante e iguala o tom. Tudo isso enquanto estimula a produção de novas células. “Trata-se de uma fórmula de alto impacto que é excelente para agir contra o envelhecimento da pele e acne. É adequada para todos os tipos de pele, mas é recomendado que peles sensíveis comecem com aplicações semanais e gradualmente intensifiquem o uso”, recomenda.

Peeling de ácido glicólico

Peelings sempre devem ser realizados por profissionais capacitados da área, mas há tratamentos que promovem uma regeneração das células que podem ser feitos em casa, já que são menos agressivos. Estes geralmente contêm um ingrediente ativo de ácido glicólico ou láctico, ou combinação de vários, que nunca ultrapassa 10% da composição do produto.

Geralmente, esses produtos causam uma ligeira sensação de aquecimento no rosto, por isso siga as instruções e lembre-se que um leve formigamento ou vermelhidão não necessariamente são reações alérgicas. Porém, é claro: se houver dor ou se as sensações permanecerem, enxágue o rosto e consulte seu dermatologista.

Tônicos com ácido glicólico

Os tônicos deixam a pele mais brilhante e fresca à medida que desprendem as células mortas que bloqueiam os poros da superfície da pele. Se você optar por usar produtos desse tipo pela manhã e não à noite, lembre-se de sempre usar hidratantes com alto fator de proteção solar, pois a pele estará especialmente sensível. Soluções dermatológicas à base de ácido glicólico devem ser introduzidas gradualmente na rotina de skincare. Comece usando uma vez por semana um esfoliante com 5% do princípio, depois vá intensificando o cuidado conforme necessário.

A seguir, veja uma seleção de produtos com ácido glicólico para incluir na sua rotina de cuidados com a pele.

Dicas para rotina de beleza

Sol, frio, tempo seco, poluição, poeira, produtos químicos, má alimentação, cigarro, insônia, radicais livres, tudo isso prejudica a saúde da pele. Mas o que se pode fazer para evitar os danos, que levam ao envelhecimento precoce?

É necessário higienizar muito bem a pele duas vezes ao dia, pela manhã e à noite, e a seguir utilizar uma loção tônica que recupere o pH cutâneo e promova hidratação, ação calmante ou, se necessário, ação de controle da oleosidade. O creme para área dos olhos deve ser usado, duas vezes ao dia, de manhã e à noite. Logo em seguida, complementando o processo de limpeza e hidratação, um bom hidratante, quase sempre na forma de um sérum e, no caso das peles mais secas, cremes mais robustos que formem um filme na pele contra a perda de água transepidermal.

Pela manhã, independente da época do ano, é recomendável o uso do filtro solar com FPS 30 e se a pele apresentar manchas procurar utilizar filtros com cor que protegem mais da luz visível. Os filtros devem conter proteção para UVB, UVA, INFRA RED, e luz visível em um conceito mais atualizado e abrangente.

As fórmulas de fotoproteção podem conter, ainda, vitaminas como a A, E e C, antioxidantes e ativos calmantes que diminuem a hipersensibilidade, a predisposição à queimadura, eritema solar e fotoenvelhecimento, como o extrato da flor de Edelweiss.

Cuidados semanais

A esfoliação promove a retirada da camada superficial da pele, o que já é suficiente para homogeneizar sua aparência e aumentar a penetração do hidratante. Os esfoliantes devem ser espalhados em movimentos circulares, tomando o cuidado para não exagerar no atrito, pois pode provocar aprofundamento da esfoliação, formando cascas e manchas. Além disso, fique atento às fórmulas.

Um bom esfoliante deve ter partículas de pequeno ou médio tamanho, uniformes e de preferência de origem natural, como a seda do arroz retirada da casca deste alimento, das sementes de apricot, linhaça e um triturado natural como as sementes de tâmara. Além disso, deve ter a capacidade de remover as impurezas sem agredir o tecido cutâneo por apresentar na sua formulação produtos calmantes anti-inflamatórios, hidratantes e antissépticos. O ideal é que seja na forma de um creme ou sabonete com estes grânulos que ajudem na higienização perfeita.

Outro cuidado semanal importante é o uso das máscaras faciais que, no geral, trazem ativos em alta concentração e que promovem uma oclusão na pele, facilitando a penetração dos ativos. Essas máscaras podem promover hidratação profunda como indicação para a pele seca; ação calmante no caso de peles com rosácea ou sensíveis; controle da oleosidade no caso de peles mais oleosas e com tendência à acne.

 

 

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !