Sindicato da Construção Civil participa do “1º de Maio de Luta”

0

VOLTA REDONDA

O Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil de Volta Redonda e região participa nesta quarta-feira, dia 1º de maio, de uma panfletagem a partir das 6 horas, na Passagem Superior da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), na Vila Santa Cecília, em Volta Redonda. A atividade faz parte da programação do Dia Trabalhador, que será realizada em parceria com a Frente de Resistência Democrática, movimento que defende a importância da união de forças em torno da democracia, dos direitos sociais e trabalhistas.

Na ocasião, serão distribuídos boletins informativos com o título “1º de Maio de Luta – A cada ataque aos direitos mais razões para lutar”, um panorama sobre o atual cenário político e econômico do país, as reformas e as mudanças nas leis que estão acabando com os direitos dos trabalhadores. O material também faz um alerta contra a reforma da previdência social.

O presidente do sindicato, Sebastião Paulo de Assis, ressalta como é importante o trabalhador lembrar o seu dia, não só comemorando, mas também protestando a favor da democracia e de mais empregos, refletindo sobre como está difícil garantir direitos e benefícios nas convenções coletivas de trabalho, depois das mudanças nas leis trabalhistas. “A tendência é que as negociações das campanhas salariais fiquem cada vez mais difíceis. As propostas do governo prejudicam em primeiro plano os trabalhadores e vão continuar prejudicando se não tiver resistência. Os sindicatos têm travado muitas lutas para barrar as perdas de direitos”, comenta.

Pela manhã, a Frente de Resistência Democrática realizará ainda panfletagens em frente à Igreja Nossa Senhora da Conceição, no bairro Conforto, em Volta Redonda; próximo à Festa do Trabalhador, no bairro Vista Alegre, em Barra Mansa, e próximo à Ilha São João, em Volta Redonda, todas marcadas para as 10 horas.

error: Conteúdo protegido !