MEP de Volta Redonda solicita da Secretaria de Educação retomada do processo de inscrições na Fevre

0

VOLTA REDONDA

O Movimento Pela Ética na Política (MEP) protocolou, na segunda-feira, dia 11, na Secretaria Municipal de Educação de Volta Redonda (SME), ‘ofício-documento’ de quatro páginas, solicitando a ‘reversão de tal decisão e estabelecimento de nova data para o processo seletivo para ingresso na primeira série do Ensino Médio na Fundação Educacional (Fevre).

A decisão foi discutida no último dia 9, em formato online entre os conselheiros e professores ligados ao Movimento. O encontro objetivou aprofundar o olhar para cenário político-educacional de Volta Redonda e a questão da Fevre, dado o impacto socioeducacional no município, ganhou destaque. Isso pelo fato de quase 200 adolescentes serem ‘dispensados’ do acesso à Fevre em 2021, na referência do anúncio da SME, no dia 6 de janeiro.

DOCUMENTO PRÓ-ATIVO

No documento do MEP, a referência aos 53 anos de serviços educacionais ofertados pela Fevre, o conselho enumera as possibilidades. Também as reflexões em torno do papel histórico e de sucesso nos índices educacionais no município, Estado e no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), somam argumentos que garantam a continuidade do processo na Fevre. O documento elenca, ainda, o compromisso de ampliação de oportunidades estabelecidas no Plano Municipal de Educação (PME), elaborado em 2015, somado à excepcional formação do quadro de professores.

Na sequência do documento, o conselho do Movimento indica a construção de caminhos para saída da crise, a exemplo de 1998, quando foi tentada a finalização do Ensino Médio na Fevre. Na ocasião, segundo os conselheiros do MEP, executivo e sociedade juntos superaram a situação. No final, o texto elenca possibilidades de saídas no campo operacional para manter o processo e sugere a criação de uma comissão para estudar as atuais estruturas na Fevre.

 

error: Conteúdo protegido !