Funcionários do HSJB, em Volta Redonda, criam abaixo assinado para cobrar melhorias para o hospital  

0

 VOLTA REDONDA

Funcionários concursados e contratados do Hospital São João Batista (HSJB), em Volta Redonda, criaram um abaixo assinado no site change.org, para pressionar a Câmara de Vereadores. A ideia é criar ações efetivas para a manutenção dos servidores dentro dos padrões da CLT, bem como padrões de qualidade em saúde, preconizada pelos conselhos profissionais de cada categoria. No documento lançado e assinado, os servidores afirmam que estão sofrendo com sucateamento do hospital, que equipes que foram contratadas irregularmente por diversas administrações, estão sendo dispensadas e ou colocadas à disposição pela prefeitura.

Os funcionários informam ainda que, com a contratação recente da Organização Social AFNE (OS) para gerenciar o hospital, nem o Poder Público, nem a AFNE está cumprindo com os direitos trabalhistas. No documento, os profissionais explicam que contratados com mais de 20 anos em regime de CLT, estão sendo coagidos a pedir demissão ou ser cedido para a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Volta Redonda, ou ainda cedidos para a OS AFNE sem receber o piso salarial da categoria, no caso da enfermagem, médicos, e outros, fazendo parte do contrato de parceria da OS com o Governo Municipal.

MANTER O EMPREGO E A GARANTIA DE SEUS DIREITOS

Os funcionários garantem que, com o maior número de assinaturas, poderão conseguir manter o emprego e a garantia de seus direitos “Assinando esse abaixo assinado, a população estará se manifestando a favor da manutenção do SAH/HSJB, e cobrando dos vereadores de Volta redonda ações efetivas para essa manutenção dos servidores dentro dos padrões da CLT, bem como padrões de qualidade em saúde preconizada pelos conselhos profissionais de cada categoria”, declarou uma das líderes da comissão, Simone Medeiros Alves. Informou ainda que para participar, o interessado deve clicar no http://chng.it/K7wR8WRk que o levará para a página do abaixo assinado.

Segundo a enfermeira, os funcionários já se reuniram com o prefeito Samuca Silva e o secretário Municipal de Saúde, Alfredo Peixoto, mas alguns pontos discutidos e prometidos as reuniões não estão sendo cumpridos. Além da enfermagem, os médicos também estão insatisfeitos com o que vem ocorrendo na unidade hospitalar desse quando a OS assumiu.

ACOMPANHAR DE PERTO A TRANSIÇÃO

Para estar à disposição dos médios, enfermeiros e funcionários em geral do hospital, no da 17 de janeiro, o secretário de Saúde, transferiu seu gabinete de trabalho para uma área do HSJB. O objetivo, segundo o secretário, é acompanhar de perto a transição da administração do hospital para a Organização Social, além de discutir diversas questões com os médicos e enfermeiros e a direção da unidade. Disse ainda o secretário que, com a ida do seu gabinete para o Hospital São João Batista, está mais fácil para acompanhar de perto os problemas da saúde pública do município. Na ocasião, os médicos anunciaram uma paralisação nas atividades, que foi suspensa.

A principal queixa dos enfermeiros, como dos médios, é por causa da contratação por meio da OS. O prefeito Samuca Silva também se colocou à disposição de todos os profissionais que trabalham no Hospital São João Batista. O prefeito sempre fez questão de frisar que é a implantação da OS em Volta Redonda é um modelo que já está consolidado no Hospital Municipal Munir Rafful, no Retiro, e que os indicadores constantes do DATASUS mostram a melhoria dos serviços prestados e o aumento do número de atendimentos tanto de emergência quanto ambulatoriais. Samuca havia garantido ainda que com a implantação da OS no HSJB, os trabalhadores, que antes recebiam através de Recibo de Pagamento Autônomo (RPAs), teriam todos os seus direitos trabalhistas garantidos, como férias e 13º salário, o que segundo médios e enfermeiros não está ocorrendo.

Por meio da Secretaria de Comunicação, a Prefeitura foi procurada pelo A VOZ DA CIDADE para falar sobre assunto, mas até o fechamento desta nota não havia respondido.

 

 

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !