Tarcísio conversa com moradores e comerciantes de Madureira sobre suas propostas para a segurança pública

0

RIO

Durante caminhada em Madureira, na quarta, 22 de agosto, Tarcísio Motta conversou com moradores e lojistas do Mercadão sobre suas propostas para a segurança pública. “De janeiro para cá, a polícia do Rio já matou mais de 900 pessoas. Isso significa que o Estado mata uma pessoa a cada seis horas. E já morreram mais de 70 agentes de segurança. Ou seja, morre um policial a cada três dias”, criticou.

Ele destacou que os índices de violência não param de subir. “É muito tiro e pouca inteligência. Temos a polícia que mais mata e mais morre no mundo. Esse modelo não gera segurança. Pelo contrário, gera medo, violência e sofrimento”, prosseguiu, falando em seguida sobre suas propostas para segurança pública do estado.

O candidato ressaltou a modernização da gestão, integrar os diferentes órgãos de segurança e priorizar o combate ao tráfico de armas; Ouvir os próprios agentes de segurança, valorizar o salário dos servidores e garantir planos de carreira dignos; Aprimorar o controle externo para fazer uma limpa nas instituições e retirar das ruas os agentes envolvidos com grupos criminosos;  Reduzir os índices de violência, em especial, homicídios e estupros, e construir uma rede pública de apoio, acolhimento e denúncia para familiares e vítimas.

Na caminhada, Tarcísio encontrou com Ivan Milanez, compositor da Velha Guarda do Império Serrano, tradicional escola de samba de Madureira.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !