Eduardo Paes vai criar Centros de Operações Policiais em diversas regiões do estado, nos moldes do CICC

RIO

O candidato ao Governo do Estado do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, visitou, na manhã de quarta-feira, o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), unidade que concentra o trabalho das forças policiais do estado na Cidade Nova, no Rio. Na visita, Paes disse que, se eleito, pretende implantar Centros de Operações Policiais (COPs) – versões menores do CICC – nas diversas regiões do estado. O centro integrado da Capital funcionaria como a matriz das unidades regionais, que integrariam as atividades das forças de segurança e das polícias, coordenando a vigilância nas ruas, o patrulhamento tático-ostensivo e as atividades de investigação e elucidação de crimes.

“Você tem as Áreas Integradas de Segurança Pública do Estado e a ideia é que (nessas áreas) tenhamos “filhotes” do CICC muito focados em tecnologia, integrando o trabalho das polícias, para que você possa ter resultado nas mais variadas áreas do estado. O CICC concentra muito na Região Metropolitana. E a gente precisa ampliar os braços desse centro para que ele possa se expandir. Isso aqui é um centro de excelência das forças de segurança pública do estado. O CICC planeja operações, junta inteligência, usa tecnologia para identificar manchas criminais. Aqui você tem o modelo. É a nave-mãe”, explicou Paes.

O candidato do Democratas disse que os COPs vão privilegiar  o uso de tecnologia da informação _ o chamado Big Data _ para ajudar a identificar e mapear as manchas criminais do estado, municiando a Polícia para atuar mais preventivamente. Segundo Paes, o CICC já faz um trabalho nesse sentido, mas pode ser melhorado, com a incorporação de novas bases de dados.
Paes afirmou que o CICC é um bom exemplo de como as forças de segurança podem funcionar integradas. “Há uma série de dados, por exemplo, o Detran não está aqui ainda.  A base de dados de todos os cidadãos do estado, não estar aqui, não é admissível. Elas têm que estar aqui, protegidas e sendo informadas às forças de segurança pública”, explicou.
As unidades regionais incorporariam equipes de Polícia Militar, Polícia Civil, Secretaria de Administração Penitenciária, Detran, entre outros órgãos, e trabalhariam integradas com órgãos como Ministério Público Estadual e o Poder Judiciário.

Na parte da tarde, Paes fez caminhadas por bairros da Zona Norte do Rio, como parte de seus compromissos de campanha. Paes conversou com moradores de Tijuca, São Cristóvão e Méier.