Secretário de Saúde de Estado garante que doses não serão fracionadas no Sul Fluminense

0

Na manhã desse sábado, o secretário de estado de Saúde do Rio, o médico Luiz Antonio de Souza Teixeira Júnior, de 43 anos, veio acompanhar de perto o trabalho que está sendo realizado pelo prefeito Rodrigo Drable.

Durante a vista o secretário destacou a importância de abrir as portas da Prefeitura de Barra Mansa para facilitar o acesso da população a imunização contra a doença. “Essas atitudes do prefeito Rodrigo Drable, de montar a barreira de contenção da doença no distrito Amparo, que teve início na segunda-feira, dia 15, e a abertura do prédio do Executivo para vacinar a população, no dia de hoje, e também durante a semana na parte da noite, foi uma atitude louvável, de fundamental importância, uma vez que estamos vivendo um momento de preocupação geral e o prefeito está reforçando o seu compromisso de cuidar da saúde da população. É muito louvável e de extrema responsabilidade, e inovadora essa atitude do Rodrigo”, destacou o secretário reforçando que é de suma importância que a população se atente e procure o quanto antes a imunização, uma vez que existe uma diferença entre se vacinar e estar protegido. “É importante destacar que, a vacina leva 10 dias para iniciar a proteção do individuo. Então é necessário que a população se atente a isso. E mesmo nesse período em que foi vacinado, é importante que continuem utilizando os repelentes. No entanto, o método que é mais eficaz e seguro é a vacinação que está sendo disponibilizada pelas prefeituras”, destacou Luiz Antônio, afirmando que com essa atitude do prefeito, com a população procurando a imunização, a doença não chegará ao Sul Fluminense.

Ao ser questionado pela equipe do A VOZ DA CIDADE sobre o fracionamento das doses da vacina contra a febre amarela, o secretário disse que esse fracionamento não ocorrerá no Sul Fluminense. “Nesse primeiro momento, as doses que estão sendo encaminhadas para o Sul Fluminense não serão fracionadas, todos os pacientes serão imunizados com a dose completa, dose única. Volto a dizer que nesse primeiro momento, de forte combate a entrada da doença na Sul Fluminense, as doses não serão fracionadas”, garantiu o secretário reforçando que com essa atitude a doença deverá se contida e não atingirá a população da região.

Já o prefeito Rodrigo Drable, aproveitou mais uma vez para convocar a população para a vacinação. “Para que possamos conter, evitar que a doença chegue a nossa cidade, é de grande importância que a população seja vacinada, que os barra-mansenses procurem os postos de saúde em seus bairros”, convocou o prefeito afirmando que há vacina para todos. “Não é preciso correria, não é necessário ir de madrugada para os postos de saúde para criar filas de espera, temos vacina suficiente para atender toda a população barra-mansense que ainda não se vacinou”, afirmou o prefeito.

EM INVESTIGAÇÃO

A Secretaria de Saúde de Barra Mansa, em nota oficial divulgada na quinta-feira, dia 18, informou que a morte do paciente Salomão da Silva Chagas, de 19 anos, ocorrida na UTI da Santa Casa de Misericórdia na madrugada de quarta-feira, dia 17, está sendo investigada pelo Setor de Epidemiologia da Secretaria, pela Fiocruz e o Instituto Noel Nutels. A nota diz ainda que, apesar de não apresentar sintomas de febre amarela, a investigação está sendo feita devido ao surgimento de casos da doença em cidades limítrofes com Barra Mansa, como Valença, e que os resultados dos exames deverão ser concluídos no prazo de 15 dias.

A nota afirma ainda que antes de ser encaminhado para a Santa Casa, o paciente deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde foi imediatamente atendido e posteriormente transferido para a Santa Casa.

A unidade médica encaminhou o corpo da vítima para o Instituto Médico Legal (IML), que, através de laudo apontou óbito provocado por edema pulmonar e infecção respiratória.

VACINAÇÃO EM VOLTA REDONDA
Na Cidade do Aço, a vacinação está sendo realizada nas UBSf´s dos bairros Rústico, Conforto, Jardim Belmonte, Padre Jósimo, Jardim Belvedere, Siderópolis, Água Limpa, Vila Mury, Açude II, Mariana Torres, Jardim Paraíba, Volta Grande, Caieiras, São Luiz e Santa Rita do Zarur até às 17 horas.

RESENDE INTENSIFICA VACINAÇÃO

A pedido da prefeitura, a Nova Santa Casa e UPA de Resende passam a integrar o grupo de pontos de imunização, e se juntaram aos 32 Postos de Saúde da Família. Para melhor atender ao público que trabalha durante o dia, o Centro de Imunização (CI), também conhecido como Posto do Estado, passou a atender de segunda a sexta-feira, das 7h30min às 19 horas, e nos sábados das 7h30min às 17 horas. As demais Unidades Básicas de Saúde (UBS) também seguem a todo vapor, vacinando das 13 às 16h30min. Já a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), na Cidade Alegria, aplica doses contra o vírus das 8 às 12 horas, todos os dias. E, a partir de segunda-feira, dia 22, a Nova Santa Casa de Misericórdia de Resende também passa a oferecer a imunização das 8 às 17 horas.