Sassaricando – Oscar Nora – 19 de fevereiro de 2020

0

Foto: Divulgação/VRFC

Na fábula bíblica, o pequenino Davi venceu a luta contra o gigante Golias, no gramado às margens de um riacho. O enorme Golias foi nocauteado por uma bola de pedra lançada pela funda do intrépido Davi. Gramado e bola lembram futebol e assim podemos exercitar a imaginação e com ela a cautela.
+
Cautela é tudo o que precisa o Volta Redonda ao enfrentar esta tarde o Lagarto FC, na partida de ida pela Copa do Brasil. Lagarto é uma cidade no nordeste de Sergipe e tem cerca de 110 mil habitantes. Mas, com seu estádio em obras, o encontro será disputado no estádio Albano Franco, na cidade de Simão Dias.
+
No ranking da CBF o Volta Redonda é o 56º colocado com 1.791 pontos e o primeiro do Estado do Rio de Janeiro perdendo, apenas, para os Golias Flamengo, Vasco, Fluminense e Botafogo. O Lagarto, com apenas 50 pontos é o último colocado dos clubes de Sergipe e no ranking CBF sua colocação é a 283ª.
+
Essa diferença de status é que recomenda a máxima cautela do Volta Redonda com o adversário. Não conheço prato saboroso feito com o réptil lagarto. Conheço pratos deliciosos com o lagarto, plano ou redondo, de origem bovina. Em compensação, conheço, pratico e aconselho uma sabedoria que aprendi com minhas avós Clara e Rosa: prudência e caldo de galinha não fazem mal a ninguém.
+
Fluminense x Union La Calera foi ontem à noite quando esta Coluna já estava impressa. Tomara que o tricolor tenha vencido. Se venceu, superou duros obstáculos: jogou na casa do adversário, precisava vencer, só podia empatar em zero a zero, não pode escalar seu time principal. Para completar, o gramado era de grama sintética.
+
Em situação mais tranquila, hoje à noite o Vasco da Gama enfrenta, na Bolívia, o Oriente Petrolero. Tendo vencido a primeira partida por um a zero, com gol do argentino Germán Cano, o Vasco só depende de um empate na partida de volta para seguir na competição. Ao Oriente Petrolero, será necessário um triunfo por dois ou mais gols. Caso vença por 1 a 0, a decisão da vaga será nas penalidades.
+
Jogo na Bolíva dá calafrios por causa da altutide, mas Santa Cruz de La Sierra, onde será a partida, está a apenas 416 metros acima do nível do mar; bom para o Vasco. Quanto ao Oriente Petrolero,
venceram apenas um dos últimos 16 jogos por torneios da Conmebol; bom para o Vasco, também.

Foto: Comitê Paralímpico Brasileiro

O brasileiro Jovane Guissone, que compete pela Associação dos Deficientes Físicos do Paraná (ADFP), faturou o ouro na modalidade espada, na etapa Hungria da Copa do Mundo de Esgrima em Cadeira de Rodas e ficou ainda mais perto de uma vaga para os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020. Guissone compete na categoria B, integrada por atletas com paraplegia, ficando em nono lugar na modalidade florete. Para classificar, o atleta precisa ficar entre os 25 melhores atletas e estar à frente dos competidores da mesma região, no caso dos brasileiros, região Américas/África.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !