Resende promoverá mutirão contra a dengue na região do Paraíso

0

RESENDE

Paraíso, Cabral e Morro do Cruzeiro. Esses são os três bairros que serão contemplados com mais um Mutirão Contra a Dengue, promovido pela Prefeitura de Resende através do Comitê de Combate à Dengue. Os esforços preventivos contra a dengue, zika e chikungunya vão acontecer a partir da próxima segunda-feira, dia 9, e se estendem durante a semana, até que o serviço esteja completo nos bairros contemplados. 

Como de costume, o trabalho terá como foco recolher materiais que podem se transformar em criadouros do mosquito Aedes aegypti, identificar e tratar focos domiciliares, além de conscientizar moradores sobre as medidas preventivas, através de visitas residenciais. O trabalho está sendo desenvolvido em parceria com a secretaria municipal de Obras e Serviços Públicos e com a Cruz Vermelha.

A meta é combater as larvas do mosquito transmissor das doenças

Só este ano, a prefeitura já realizou três mutirões, passando por bairros como Acesso Oeste, Grande Cidade Alegria, Vila Julieta, Liberdade e Nova Liberdade. De acordo com a superintendente de Vigilância em Saúde, Carolina Bittencourt, para que a cidade lute realmente contra as doenças, é fundamental um trabalho de parceria com a população, que precisa colaborar com a ação dos agentes.É fundamental que os munícipes abram as portas de suas residências para receber o Mutirão. Os profissionais vão inspecionar e tratar de cada quintal todos os recipientes que acumulem água, como baldes, pratos de plantas, potes, calhas, garrafas e pneus. Mas essa postura vai muito além do mutirão, é sempre importante estar atento. E caso identifique algum imóvel com possíveis focos do Aedes aegypti, é recomendado denunciar para a Ouvidoria”, explicou a superintendente 

A estimativa, segundo ela, é de que pouco mais de 6.300 imóveis sejam percorridos pelas equipes. Cerca de 100 profissionais treinados farão parte do serviço e serão divididos em pequenas equipes de visitas.

Um dos principais objetivos do mutirão é controlar preventivamente a incidência dos focos do mosquito transmissor das doenças. A ação, inclusive, mira pontos estratégicos da cidade que possuem maior tendência a conter criadouros. Outro importante ponto sobre a organização do mutirão é o fato de ocorrer justamente em um período de chuva, quando os recipientes que acumulam água tornam-se mais perigosos.

error: Conteúdo protegido !