Prefeitura realiza mutirão de combate ao Aedes Aegypti em Resende

0

RESENDE

Com o objetivo de intensificar as campanhas e ações de prevenção e combate ao Aedes Aegypti, mosquito transmissor da Dengue Zika e Chikungunya, a prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, está realizando o mutirão de visita domiciliar nos bairros da região do Acesso Oeste durante todo este mês. A ação visa a prevenção, sobretudo, no verão, quando o período chuvoso e quente, que representa o maior risco para a proliferação do Aedes Aegypti.

As ações acontecem periodicamente e o cronograma das atividades de visita domiciliar do mutirão de 2022 terão continuidade nesta quarta-feira, dia 26, nos bairros Jardim Oeste, Boa Vista I e Boa Vista II. Já na quinta-feira, dia 27, a visitação será realizada nos bairros Jardim Aliança I e Jardim Aliança II e na sexta-feira, dia 28, no bairro Morada da Montanha.

De acordo com a Secretaria de Saúde, as ações seguem pelos próximos meses nos bairros com maiores riscos de infestação.

As ações de panfletagem e orientação sobre possíveis depósitos de resíduos, além da explicação sobre a importância dos “10 minutos semanais para eliminar focos do mosquito” são realizadas pelas equipes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) durante todo o ano. De acordo com o CCZ, a escolha dos bairros acontece de acordo com a maior quantidade de amostras positivas do Aedes Aegypti nas residências, seguindo o último Levantamento Rápido de Índices para o Aedes aegypti (LIRAa).

Também está programada, em uma ação conjunta com a Superintendência de Serviço Público, a retirada de entulhos.

Os agentes estão visitando nesta semana os bairros Jardim Oeste, Boa Vista I e II, Jardim Aliança I e II e Morada da Montanha-Divulgação PMR

COMBATE

O secretário de Saúde do município, Alexandre Vieira, o Tande, disse que o combate ao Aedes Aegypti não pode ser deixado de lado. “Estamos ainda enfrentando a pandemia da Covid-19, mas outras doenças não podem ser deixadas de lado. Por isso, a Prefeitura de Resende e a Secretaria Municipal de Saúde continuarão sem medir esforços para melhorar a saúde e qualidade de vida da população. Devemos ter um olhar atento à dengue e outras doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti, já que os maiores focos são encontrados dentro das residências”, disse Tande, pedindo a colaboração da população para a prevenção da Zika e Chikungunya.  “É de fundamental importância que todos fiquem atentos e tirem dez minutos por semana para verificarem suas casas e o local de trabalho. Desta forma, as pessoas devem observar os locais que possam se transformar em criadouros do mosquito. Caixas d’água, calhas, piscinas, pratos de vasos de plantas, latas de lixo, baldes, garrafas, pneus, entre outros, se não cuidados adequadamente podem representar grande risco para a proliferação do Aedes Aegypti”, completa.