Pesquisa DataFolha aponta Bolsonaro com 58% e Haddad com 42%

0

Foi divulgado ontem o resultado da primeira pesquisa do Instituto Datafolha sobre o segundo turno da eleição presidencial. O levantamento foi realizado na quarta e tem a margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou dois para menos. Segundo pesquisa, pelos votos válidos o resultado foi o seguinte: Jair Bolsonaro (PSL) com 58% e Fernando Haddad (PT) com 42%. Foram entrevistados 3.235 eleitores em 227 municípios.

Nessa amostra dos votos válidos, para cálculo, são excluídos os votos brancos, nulos e os eleitores que se declararam indecisos.  O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.

Analisando os votos totais Bolsonaro aparece com 49% e Haddad com 36%. Branco, nulo ou nenhum somam 8% e pessoas que não sabem somam 6%.

ALIANÇAS

Foi ainda levantada a opinião dos entrevistados sobre apoio dos presidenciáveis que disputaram o primeiro turno. A pergunta seria se o apoio de um candidato que perdeu no primeiro turno seria suficiente para a pessoa votar nos que estão no segundo turno. A respeito de Marina Silva 11% declararam que o apoio dela não levaria a escolher esse candidato; 11% votariam na pessoa que ela escolhesse; 72% dos entrevistados disseram que não faria diferente e 6% não sabem.  Para 43% Maria deveria apoiar Haddad, enquanto para 38%.

As mesmas perguntas foram feitas aos entrevistados a respeito do apoio de Ciro Gomes. Para 21% significaria escolher o candidato apontado por Ciro. Já para 11% o apoio de Ciro faria não votar no escolhido, enquanto 63% se mostraram indiferentes e 4% não sabem. Para os entrevistados 46% apontaram que Ciro deveria apoiar Haddad e 40% Bolsonaro.

Quatorze por cento dos entrevistados responderam que o apoio

de Geraldo Alckmin a um candidato a presidente no segundo turno da eleição poderia levar a escolher o candidato. Já 13% não votariam no  candidato. Para 69% o apoio é indiferente e 4% não sabem.  O Datafolha também perguntou: “Na sua opinião qual dos dois candidatos Geraldo Alckmin deveria apoiar no segundo turno:”? Quarenta e sete por cento disseram Bolsonaro e 36% Haddad.

O Datafolha também perguntou aos entrevistados quando eles decidiram o voto para presidente da República. Sessenta e três por cento um mês antes; 10% 15 dias antes; 8% uma semana antes; 6% na véspera; 12% no dia da eleição.

Para governador 49% decidiram um mês antes; 12% 15 dias antes; 12% uma semana antes; 9% na véspera; 17% no dia da eleição. Também questionaram sobre a decisão do voto para senador : Pelo menos um mês antes: 42%; 15 dias antes: 13%; Uma semana antes: 13%; Na véspera: 10%; No dia da eleição: 22%.

Para deputado federal 54% decidiram um mês antes; 11% 15 dias antes; 13% uma semana antes; 10% na véspera; e 20% no dia da eleição. Para deputado estadual 47% decidiram um mês antes; 11% 15 dias antes; 13% uma semana antes; 10% na véspera; 20% no dia da eleição.