Nova ação de combate à dengue na Feira Livre deste domingo em Volta Redonda  

0

VOLTA REDONDA

Marcada para este domingo, 14, mais uma ação de com combate à dengue na Feira Livre no bairro Vila Santa Cecília, em Volta Redonda. A ação, que acontece das 8 horas ao meio dia, é realizada pelos agentes de combate de endemias da Vigilância Ambiental, da Secretaria de Saúde (SMS). A ideia é orientar a população sobre o combate ao mosquito Aedes aegypti e a prevenção.

Segundo informou a coordenadora da Vigilância Ambiental, Janaína Soledad, a campanha teve início no último dia 8. A coordenadora lembrou que as ações de combate ao Aedes aegypti são realizadas durante todo ano, mas intensificadas a partir do mês de outubro. Disse ainda que essa ação irá se estender durante esse período de intensificação das medidas. O objetivo é abordar as pessoas na feira livre, especialmente nesta época do ano, onde o fluxo de pessoas é grande”, frisou a coordenadora.

REDUZIR A POSSIBILIDADE DA OCORRÊNCIA DAS DOENÇAS

Ainda de acordo com a coordenadora, através dessas abordagens a Vigilância Ambiental espera diminuir a possibilidade da ocorrência das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, como a dengue, a zika e chikungunya. “Precisamos passar algumas orientações sobre as formas de controle do Aedes. É importante essa conversa frequente com as pessoas para que possamos, cada vez mais, diminuir os índices de infestação do mosquito”, disse.

Soledad explicou também que, durante as atividades, os agentes passam orientações educacionais e alertaram a população sobre os cuidados que se deve ter nas residências, além de explicarem sobre outras doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, como o zika e chikungunya, que possuem sintomas semelhantes ao da dengue.

SECRETÁRIO TAMBÉM ALERTOU

O secretário Municipal de Saúde, Alfredo Peixoto, também alertou a população para a campanha. Ressaltou que a ação de combate à dengue não tem data para terminar. “Estamos sempre alertando e orientando os moradores de nossa cidade para que as pessoas não se esqueçam das medidas que devem ser tomadas para eliminar os focos do mosquito”, explicou, reforçando sobre a importância da participação da comunidade para o êxito no trabalho de combate ao mosquito. “Os moradores devem vistoriar os imóveis uma vez por semana para identificarem possíveis focos do mosquito. Pois o ciclo de vida do Aedes se completa em um intervalo de 7 a 10 dias”, concluiu.