Menino de Volta Redonda precisa de ajuda para realizar cirurgia cardíaca em São Paulo

0

VOLTA REDONDA

O menino Emanuel Maia da Silva Ramos, de 11 anos, residente no bairro Água Limpa, em Volta Redonda, está precisando de ajuda. Diagnosticado com cardiopatia congênita desde o nascimento, Emanuel já passou por uma cirurgia ainda quando bebê e agora terá que ser submetido a mais uma. Como o procedimento será realizado em São Paulo, no Hospital Beneficência Portuguesa ou no Instituto do Coração do Hospital das Clínicas, a família terá alguns gastos. Como não dispõe de nenhum valor em dinheiro, a família decidiu criar uma vaquinha online com o objetivo de arrecadar R$ 7 mil.

Ao A VOZ DA CIDADE, a mãe de Emanuel, a dona de casa Gleiciane da Silva Sebastião, contou que no momento está precisando de ajuda financeira, pois devido à pandemia, o marido dela perdeu o emprego. “Moramos de aluguel e agora teremos que arcar também com mais essas despesas por causa da cirurgia do nosso filho lá em São Paulo. São vários gostos, como estadia nossa lá enquanto ele estiver internado para a cirurgia e depois, carro para levar e buscar, alimentação e outras. Não sabemos quanto tempo vai ficar no hospital pós operatório”, explicou a dona de casa, ressaltando que a cirurgia ainda não foi marcada, mas pode ser de uma hora para outra. “Por isso precisamos estar preparados”, completou a mulher.

EXAME MAIS DETALHADO

Gleiciane contou que o filho dela fez um ecocardiograma recentemente e como não foi encontrado a sua Blalock, ele precisa fazer outro exame mais detalhado. “E esse será feito em um consultório particular em São Paulo. Após esse exame vamos saber o que deverá ser feito e de repente para quando será marcada a cirurgia dele. Estamos para ir a São Paulo na próxima quinta-feira, dia 22. Para isso precisamos também de ajuda para ficarmos lá, alimentação e a condução”, apelou a dona de casa, lembrando que a assim que o filho dela nasceu foi conduzido para o Hospital das Laranjeiras no Rio de Janeiro, onde foi feito um Rhaskin, procedimento para prolongar os dias de vida do Emanuel.

Ainda de acordo com a dona de casa, na ocasião, ela ficou uma ou duas semanas em Laranjeiras com ele e depois da alta retornou para Volta Redonda. “Foi a partir daí que corremos para conseguir uma vaga no Hospital Beneficência Portuguesa e graças a Deus conseguimos e fomos para São Paulo onde vários exames foram feitos no Emanuel. Na ocasião, a equipe médica decidiu fazer a cirurgia da Blalock Taussing”, explicou a mãe, lembrando que foram duas horas de cirurgia. “Ocorreu tudo bem graças a Deus. Ficamos lá e em seguida o Emanuel teve uma insuficiência cardíaca e voltou às pressas para UTI. Ficamos no hospital com ele por um mês e retornamos para Volta Redonda. Agora precisamos retornar para um novo procedimento”, completou.

BLALOCK NÃO FOI LOCALIZADA NO EXAME

Ainda de acordo com Gleiciane, a médica que fez a ecocardiograma do menino, no último dia 14, falou que a Blalock não foi localizada devido ao seu desenvolvimento. “Ela me passou que se a Blalock viesse a entupir poderia levá-lo a ter um AVC, pois trata-se de uma ponte para ter como levar o sangue para o pulmão do Emanuel onde se encontra a deficiência. A partir da consulta do dia 22 é que teremos uma resposta certa de quando será a cirurgia. Hoje, ele se encontra muito cianótico com unhas e lábios roxos”, relatou. Disse também que ele toma AS no almoço para ajudar ralear seu sangue para evitar o entupimento das artérias, que causaria um infarto. O AS não está fazendo muito efeito, por isso ele precisa da cirurgia. “Por esse motivo estamos realizando essa campanha para o Emanuel, pois não podemos demorar. Ele já sentiu três vezes dores no peito. Precisamos de recursos financeiros para a nossa alimentação lá em São Paulo, local para ficarmos e de carro para nos levar e buscar quando precisarmos. Quem não puder doar nenhum valor pode ajudar pedindo a Deus que a cirurgia dele dê certo”, concluiu.

As pessoas interessadas em ajudar o menino Emauel contribuindo com qualquer valor pode clicar no link http://vaka.me/1980857 ou enviar também PIX ou transferência bancária PIX – (24) 98105-8146 – Banco Santander em nome de Igor Henrique da Silva Medina, ou pela Caixa Poupança – 0197  013  00457552-5 de Gleiciane da Silva Sebastião.