Mais de 200 pacientes estão em tratamento contra Covid-19 em Volta Redonda

0

VOLTA REDONDA

A Prefeitura de Volta Redonda, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), está realizando o tratamento precoce contra a Covid-19 e atingiu a marca de 229 pacientes atendidos. O procedimento é administração por Nitazoxanida. O uso do medicamento na rede municipal de saúde, tem por objetivo evitar a evolução da doença. O tratamento possibilitou o monitoramento dos pacientes no município e mostrou que  com ele em curso, o surgimento dos primeiros sintomas, freou a evolução da doença evitando internações ou óbitos.A iniciativa, foi possível devido o protocolo de tratamento firmado pela prefeitura com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) no final do último mês de junho, através do médico infectologista Edimilson Migowski.

Na última quarta-feira, dia 26, a experiência em Volta Redonda fez parte do seminário científico promovido por empresa farmacêutica com sede em Atibaia, no interior do Estado de São Paulo. O convite do Dr. Edimilson Migowski, abordou o tema “Ações antivirais da Nitazoxanida para Covid-19; estudos observacionais de experiência clínica; porquê a Nitazoxanida e não as outras moléculas” ao lado do também Dr. Davis Ferreira no mesmo evento.

De acordo com a secretária de Saúde de Volta Redonda, Flávia Lipke, o município apresentou a palestra “Protocolo de Volta Redonda: resultados no tratamento precoce, farmacovigilância e perspectivas”. “Vamos mostrar que conseguimos evitar o agravamento da Covid-19 em 100% dos casos em que os pacientes iniciaram o tratamento com a Nitazoxanida até o terceiro dia do aparecimento dos sintomas da doença”, afirmou.

O seminário que reuniu infectologistas, farmacêuticos e nutricionistas de todo Brasil, contou com a presença da subsecretária de Saúde, Milene Paula de Souza, e o médico, Eduardo Rodrigues Novaes, que atua na Unidade Básica de Saúde da Vila Mury, um dos Centros de Triagem para atendimento de casos suspeitos da Covid-19 em Volta Redonda.

TRATAMENTO

A orientação da Secretaria Municipal de Saúde é procurar a unidade de referência para a Covid-19 mais próxima de casa assim que notar os primeiros sintomas indicativos da doença. Os Centros de Triagem para atendimento de casos suspeitos da Covid-19 em Volta Redonda são as Unidades Básicas de Saúde dos bairros 249, São João, Vila Mury e Volta Grande, que ficam abertas das 8 às 22 horas, além do Centro de Doenças Respiratórias (CDR), que funciona no Estádio Raulino de Oliveira, das 8 às 19 horas.

O tratamento com Nitazoxanida é priorizado para pessoas acima de 40 anos com comorbidades – doenças que podem agravar o quadro da Covid-19, e os pacientes que fazem parte do grupo de risco para a doença, principalmente idosos e pessoas com doenças crônicas. A administração do medicamento é iniciada assim que identificados sintomas da Covid-19, antes mesmo da chegada do resultado do teste de swab, colhido na unidade de saúde.

A eficácia da Nitazoxanida ajuda a manter a capacidade de leitos para internação para casos graves da Covid-19 em Volta Redonda. Porém, a possibilidade desse tratamento não deve substituir o isolamento social, o uso de máscara e a higienização das mãos como forma de prevenção.

Deixe um Comentário