Família procura pedreiro desaparecido em Resende

0

RESENDE

Até o fechamento desta reportagem, a família do pedreiro Homero Correa da Silva, 57 anos, continuava a sua procura. Ele está desaparecido deste o início da noite da última sexta-feira, dia 20, no bairro Campos Elíseos, principal Centro Comercial da cidade.

De acordo com a família, Homero, que mora na Fazenda da Barra II, estava vestindo calça cinza, blusa e casaco azul. A última vez que o pedreiro foi visto, foi próximo a uma farmácia, na Rua Sebastião José Rodrigues, no bairro Campos Elíseos, principal Centro Comercial da cidade. “Encontrei com meu pai e, como combinado, o ajudei sacar o pagamento em um banco. Peguei a maior parte do pagamento e ele ficou com um pouco menos de R$200. Fui para a casa e ele seguiu para a Rodoviária Velha para pegar um ônibus para a casa, no bairro Fazenda da Barra II”, contou a cabeleireira, Ramaiana Correa da Silva, filha de Homero.

Percebendo que Homero não retornou para casa até a manhã de sábado, familiares saíram a sua procura. “Fomos na Upa 24 horas do Paraíso e da Cidade Alegria, ainda passamos no Hospital Municipal de Emergência e não o encontramos. Também passamos na farmácia, onde encontrei com ele. Recebemos a informação, que meu pegou o ônibus para a Fazenda da barra II e não retornou para casa. Ele voltou para a Rodoviária Velha. Lá recebemos outra notícia que teria ido para um bar próximo da rodoviária. Como não o encontramos, fomos para a Delegacia de Resende e fizemos um registro de desaparecimento”, disse Ramaiana, informando que seu pai não tinha costume de ficar fora de casa. “Meu pai costumava beber. No entanto, ele nunca perdeu o rumo e nem saia para beber sem que a família soubesse de sua localização. Além disso, nunca demorava para retornar para casa, sendo este acontecimento completamente incompatível com sua atitude habitual”, explicou a cabeleireira.

Um boletim de ocorrência foi aberto pela família na 89ª Delegacia de Polícia (DP) sobre o desaparecimento de Homero, que é casado e tem três filhos.

A família pede que quem tiver qualquer informação do pedreiro Homero Correa da Silva entrar em contato pelos telefones (24) 9 9937-0537 / 9 9964-5948 e 9 9871-4881 ou para o número 190 da Polícia Militar.