Esgoto a céu aberto dentro de terreno particular volta ser alvo de reclamação

0

BARRA MANSA

Uma moradora do Getúlio Vargas, da Rua Fortaleza, procurou o jornal A VOZ DA CIDADE para reclamar de um serviço mal acabado, feito pela prefeitura em uma rede de esgoto e água pluvial. Segundo as queixas, há cerca de três meses, a prefeitura teria feito o serviço de manilhamento no local, mas não construiu a caixa de passagem por falta de material. Ela conta que a situação já persiste há mais de 20 anos, quando a atual gestão fez um acordo para que o esgoto passasse por dentro do terreno particular, mas com a promessa de que seria manilhado e por baixo da terra. No entanto, o manilhamento foi feito apenas neste ano e ainda assim, ficou pela metade.

O jornal já havia realizado uma matéria com a família em março deste ano, relatando este mesmo problema. Com a obra inacabada, a situação vem gerando transtornos como: proliferação de animais peçonhentos, mau odor, e, em dias de chuva a pressão da água prejudica as residências. Ainda segundo as queixas, uma casa já caiu por causa da infiltração.

Segundo a reclamante, Simone Maria da Silva, de 34 anos, a equipe da prefeitura realizou o manilhamento há cerca de três meses e alegaram que não teriam os materiais necessários, para finalizar. “Eles trouxeram as pedras e o cimento, mas disseram que não têm os blocos para fazer a caixa”, lamentou, questionando outras obras que estão sendo feitas. “Estão fazendo asfaltamentos em pontos da cidade, mas para esse problema não tem verba”, questionou.

Simone ainda conta que mora com o marido, e os três filhos, um de 13, outro de oito anos, e, um bebê de oito meses. “Eu não posso nem deixar meu filho caçula na varanda, porque ela está um perigo, pois esta rachando. A infiltração da água está apodrecendo o a estrutura da varanda, da mesma forma que apodreceu a casa do meu vizinho”, disse, relatando, que o vizinho já havia se mudado quando a casa caiu. “Se eles fizerem bem o serviço, se fizerem a caixa e enterrarem a manilha, eles poderão construir outra casa, mas se ficar assim, não tem jeito”, lamentou.

Ela conta ainda que nos dias quentes o odor é insuportável, e quando chove a pressão da água é tão forte, que ela passa por cima da manilha. “Além disso, a gente teme que isso cause alguma doença. Esse esgoto está sendo despejado na porta da minha casa e a água espirra dentro da minha varanda”, concluiu, pedindo que a prefeitura finalize o serviço.

O A VOZ DA CIDADE entrou em contato com a Prefeitura de Barra Mansa que, informou, através da Secretaria de Manutenção Urbana, que uma equipe de engenharia e operação da Pasta irá nesta quarta-feira, dia 25, ao local para verificar a situação e dar direcionamento para a resolução do problema.