Duplo homicídio em Barra Mansa: suspeito já tinha se desentendido com uma das vítimas

0

BARRA MANSA

Um dos suspeitos presos pelo envolvimento nos assassinados de Maria das Graças Ramos, 68 anos, e Alexander Ramos de Souza, 42, mãe e filho, respectivamente, na madrugada de quinta-feira, 14, em um sítio onde moravam no bairro São Domingos, já teria se desentendido algumas vezes com uma das vítimas. Segundo informações obtidas pelo A VOZ DA CIDADE, a companheira de Alexander, que não teve no nome divulgado, em depoimento na 90ª Delegacia de Polícia, teria contado sobre duas brigas que presenciou entre seu marido e o homem suspeito, de 18 anos.

De acordo com depoimento da esposa de Alexander, na segunda agressão, além da violência, o suspeito teria levado o celular da vítima. O motivo das agressões ainda não está esclarecido. Ainda segundo depoimento, no dia do crime ela teria atendido o chamado de dois homens na porta da casa. Eles entraram e atiraram contra os três. A companheira levou um tiro de raspão na mão e correu. Eles mataram Alexander e Maria das Graças e teriam ido atrás de mulher para terminar a execução.

A mulher teria relatado em depoimento que escutou os homens apertando o gatilho das amas e um deles teria dito que a munição teria acabado e foram embora. Ela teria reconhecido o suspeito na delegacia. O segundo homem ainda está sendo procurado.

Os policiais da 90ª Delegacia de Barra Mansa prenderam o jovem no dia do crime, 14, em sua residência no bairro Km 4. No momento da prisão, foi encontrado pelos policiais civis o celular de Alexander.

O suspeito foi levado para a 90ª Delegacia de Polícia e está preso.

Inicialmente o crime tinha sido relatado como se tivesse acontecido por volta das 23 horas de quarta-feira, 13, mas após depoimento da esposa de Alexander, foi informado que aconteceu pouco mais de meia-noite, já do dia 14.

error: Conteúdo protegido !