Defesa Civil alerta população para risco de queimadas, após apagar incêndios em Porto Real

0

PORTO REAL

A Defesa Civil do município está alertando a população para os cuidados com os focos de incêndio e as queimadas neste período de estiagem. Na terça-feira, os agentes tiveram trabalho para conter queimadas ocorridas no Loteamento Veneza, no Centro da cidade e no bairro Jardim das Acácias.

Os agentes da Defesa Civil foram acionados na terça-feira para controlar um foco de incêndio, que teve início em um terreno no Loteamento Veneza, no bairro Centro. Devido à baixa umidade do ar, causada pelo período de estiagem, o fogo se propagou rapidamente sobre a vegetação seca, levando risco às residências próximas ao local. No mesmo dia os agentes também foram tiveram que controlar outro foco de incêndio, em uma vegetação seca no bairro Jardim das Acácias. Para o controle das queimadas, em ambos os casos, também foi necessária a participação das equipes das Secretarias de Meio Ambiente, Obras e Serviços Públicos, que disponibilizaram um caminhão-pipa e máquina retroescavadeira, além da Guarda Civil Municipal.

Equipes da Defesa Civil contaram com as Secretarias de Meio Ambiente e de Serviços Públicos para apagar os incêndios-Alexandre AJ/PMPR

O secretário de Ordem Pública, Carlos Machado, alerta a população para evitar a queimada e dar outras orientações aos moradores sobre os cuidados na estiagem. “Pedimos que a população evite queimar o lixo com o intuito de fazer a limpeza dos quintais e terrenos. Outras medidas como evitar jogar restos de cigarro no chão ou não soltar balões também são essenciais. Além disso, para quem mora perto de grandes pastos e campos, aconselhamos que seja feita a capina de uma faixa do terreno próximo aos muros. Isso ajuda a evitar que os incêndios se aproximem das residências”, disse o secretário, destacando que a Lei Federal 9605/1998, por meio do artigo 54, prevê pena de um a quatro anos de prisão e multa para crime ambiental. “O violador responde por crime ambiental e poderá ser conduzido para a delegacia”, concluiu.
A Defesa Civil também destacou que até o dia 31 deste mês, a previsão é que a umidade relativa do ar esteja em cerca de 30%, o que favorece a queimada. “Essas circunstâncias, aliadas a uma temperatura elevada e a uma vegetação seca, torna esse período bastante propício às queimadas. Em média são registrados de dois a três focos de incêndios por semana”, explicou o diretor da Defesa Civil, Leandro Augusto de Souza. Ele também informou que a população pode denunciar casos de queimadas no telefone (24) 3353-1245.

error: Conteúdo protegido !