Criança diagnosticada com tumor no cérebro precisa de ajuda para tratamento

1

ANGRA DOS REIS

Uma família de Angra dos Reis, do bairro Camorim Grande, vem vivendo um grande drama após descobrir que Rafael Brito da Silva Silveira, de apenas nove anos, está com tumor no cérebro. O diagnóstico saiu no dia 9 de abril deste ano e mesmo ainda não sabendo qual o tipo do câncer ele tem, os familiares já estão se preparando para os gastos com os tratamentos e a operação.

Estão sendo realizadas várias campanhas para obter o capital, como por exemplo rifas, bingos e doações. Uma vakinha online está sendo realizada. O objetivo é arrecadar R$ 50 mil, e, até o momento (desde o último dia 21), foram doados R$ 15,1 mil, que serão usados para a realização do tratamento do tumor.

Segundo contou a amiga da família e cunhada do pequeno Rafael, Kellen Caroline da Silva Brito, ainda não se sabe se o tumor é benigno ou maligno. “Faz pouco tempo que descobrimos, então estamos realizando os exames para ter mais informações. Ainda não sabemos em qual hospital ele irá realizar todos os procedimentos, mas queremos o melhor tratamento para ele”, expôs, relatando que os próximos exames revelarão o tipo do câncer. “Nós sabemos que os tratamentos para um câncer são caros, então queremos está preparados para que ele possa receber toda ajuda necessária”, disse.

Kellen ainda contou que o tumor está localizado em um local de difícil acesso. “O médico nos disse que a cirurgia pode deixar sequelas, pois o local é delicado. Segundo o doutor, o câncer está interno, então apenas abrindo para saber como será feito, se vão conseguir tirar tudo ou não”, explicou, contando como foi que a família descobriu doença. “O Rafael estava sentindo dores na perna, chegamos a levá-lo em vários ortopedistas, disseram que não era nada e recomendaram que ele fizesse natação, pois isso ajudaria, mas um outro ortopedista recomendou leva-lo em um neuro, e foi aí que ele realizou uma ressonância”, relatou.

De acordo com Kellen, várias pessoas estão oferecendo serviços para a realização de rifas. “Igrejas estão realizando bingos, almoços e será realizado até mesmo um evento beneficente. Tem pessoas oferecendo serviços, como por exemplo, fotógrafos, para que possamos realizar rifas”, finalizou, agradecendo todo o apoio dos amigos e comunidades em geral que estão se solidarizando com a causa. “Nesse momento que nós percebemos que as pessoas são solidarias e se sensibilizam com o outro mesmo sem conhecer. Ficamos felizes e muito gratos”, concluiu.

Quem deseja contribuir com a causa, pode realizar uma contribuição de qualquer valor através da conta 48163-2, agência 0887, operação 013. Para a realização do deposito é necessária informar o CPF 063.050.477-66. Quem quer ajudar de outra maneira e deseja obter mais informações, o telefone para contato é o (24) 97401-7656.

1 comentário

  1. Prezados, já procuraram ajuda no instituto do cerébro Paulo Niemeyer/RJ? Pode ser um meningioma, e na maioria dos casos não é maligno, não se desesperem! Não sou médica, mas, fui diagnósticada com um meningioma localizado em uma região de difícil acesso, o tumor já estava até empurrando o meu quiasma optico, fiz a cirurgia e tudo deu certo.