Corpo sem cabeça, mãos e pés é retirado do Rio Paraíba na Fazenda da Barra III

0

RESENDE

Agentes do Grupo de Investigações Criminais (GIC) da 89ª Delegacia de Polícia (DP) estão tentando identificar o corpo de um homem, sem cabeça, mãos e pés que foi encontrado na tarde de quarta-feira, dia 7, boiando nas águas do rio Paraíba do Sul, na Fazenda da Barra III, na região das Barras. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), localizado no bairro Alto dos Passos. Até o fechamento desta edição, o cadáver não havia sido identificado.

Policias do 37º Batalhão de Polícia Militar (BPM) foram acionados por volta das 14h45mim para verificarem o encontro de um cadáver no rio Paraíba, na Rua São João Del Rey, na Fazenda da Barra III, nas proximidades do Condomínio Gardênia. No local, a equipe do 23º Grupamento do Corpo de Bombeiros informou que o corpo sem cabeça, mãos e pés estava preso na vegetação, as margens do rio Paraíba. “O cadáver já estava em adiantado estado de decomposição”, contaram os militares, acrescentando que o corpo foi removido para o IML pela equipe da Defesa Civil do Estado.

A Polícia Civil está tentando identificar o corpo. “Ainda é muito cedo para saber as circunstâncias do crime. A forma como o corpo foi encontrado, sem cabeça, mãos e pés, é típico de que os assassinos queriam ter certeza que a identificação fosse mais demorada ou não seja possível”, contou um agente da Civil, informando que qualquer informação que leve a identificação do corpo pode ser feita pelo telefone (24) 3354-6440. “As pessoas podem ligar, o anonimato é garantido”, completou.

OUTRO CORPO SEM IDENTIFICAÇÃO

Este é o segundo corpo encontrado e que aguarda identificação na região das Agulhas Negras, formada pelos municípios de Resende, Itatiaia, Porto Real e Quatis.

No final da noite do dia 29 de setembro, policiais do 37º Batalhão da Polícia Militar encontraram um corpo carbonizado nas proximidades da Mina Dom Pedro II, no bairro Novo Horizonte, no Polo Industrial da cidade. O cadáver estava dentro de GM Prisma que foi incendiado.

Policiais do 37º Batalhão de Polícia Militar (BPM) foram acionados por volta das 23h15min para averiguarem a informação de que um veículo estava em chamas e dentro havia um corpo. O carro estava nas proximidades da Mina Dom Pedro II, na Avenida Renato Monteiro, no bairro Novo Horizonte. No local, os militares encontraram o veículo ainda em chamas e acionaram o Corpo de Bombeiros. Após controlarem o fogo, peritos da Polícia Civil junto com um papiloscopista periciaram o local para tentar identificar o cadáver.

O delegado titular da 100ª Delegacia de Polícia (DP) de Porto Real, Victor Tuttman disse na tarde desta quinta-feira, dia 8, que aguarda  laudo do exame de DNA. “Corpo totalmente carbonizado só pode ser identificado por DNA”, disse o delegado.