Cantor Mug canta no Espaço Livraria Gregos e Troianos neste sábado

0

Com letras que retratam um pouco do que vivenciou no Rio de Janeiro, conjugado com a influência da música nacional e internacional que se tocava nas rádios a partir dos anos 80. Esse é o trabalho que o cantor e compositor carioca Mug traz para o público na apresentação que fará neste sábado, no Espaço da livraria Gregos e Troianos. A apresentação está marcada para começar às 15h30min. De forma intimista, violão e voz, o artista vai mostrar o resultado do seu mais novo CD, ‘Maresia’, além de tocar músicas de trabalhos anteriores como ‘Preamar’ e ‘Era uma Vez’.
A paixão do artista pela música teve início dos anos 80 o que o levou a procurar por artistas e bandas que pudessem lhe agradar. Aos 15 anos ganhou uma guitarra de seus pais e começou a fazer as suas primeiras músicas e a tocar com os amigos pelo Rio de Janeiro.
No final dos anos 80, foi um dos fundadores da banda A Tribo onde fazia um trabalho de composição, voz de apoio, tocava violão e guitarra. Com a banda tocou em espaços importantes como o Circo Voador e no Planetário e Teatro Sérgio Porto. Foi nesse período que diz ter se aproximado muito da música brasileira anterior aos anos em que viveu.
“Foram anos em que amadureci a ideia de fazer uma música estrangeira aos gêneros e estilos musicais e na qual tanto a forma como a sonoridade poderiam circular num grande universo de possibilidades. A tradição da canção brasileira aparecia para mim como um elemento fundamental no caldeirão de ritmos que eu trabalhava, assim como compreendi a sonoridade da língua portuguesa como elemento rítmico fundamental de nossa canção”, explica, ressaltando a influência em seu trabalho de grandes astros da MPB com Noel Rosa, Ismael Silva, Gal Costa, Caetano Veloso e Gilberto Gil.
O artista acredita que a sua graduação e mestrado em Letras foram fundamentais para o enriquecimento das suas composições, pois o ajudou a conhecer melhor a sonoridade das palavras e trabalhar o seu encaixe perfeito em cada verso. “A literatura começou a despertar em mim um desejo maior para utilizar a canção como meio de comunicar minhas impressões, meus sentimentos e meu pensamento, ela desenvolveu mais consistência em minhas ideias. A espontaneidade da palavra e a naturalidade de seu corpo melódico apareciam na minha música com mais articulação o que resultou na gravação de Preamar”, destaca.
No CD de trabalho, ‘Maresia’ conta com faixas onde o cantor relembra um pouco da sua infância e juventude carioca. Mas no CD, Mug não fica alheio ao que vem acontecendo no país e faz críticas aos discursos ufanistas e ao clientelismo que pode ser conferido na faixa ‘O Mercador de Ilusões’. “É um filtro pessoal que faço sobre o que acontece e vem acontecendo no país”, explica Mug, que revela o seu desejo com sua música. “A minha ideia quando estou compondo é que minha música seja para qualquer pessoa, sendo compartilhado por todos”, revela.
SERVIÇO
Show: Mug em Maresias
Data: 26/08/2017
Horário: 15h30min
Local: Livraria Gregos e Troianos
Endereço: Rua Pandiá Calógeras, 17, próximo ao Colégio Anglo Americano, no Bairro Jardim Jalisco.
Entrada franca.
Site: mug17.webnode.com
e-mail para contato: [email protected]
O trabalho do cantor e compositor Mug pode ser conferido no Myspace:
https://myspace.com/carlos.almeida1967