Cadela resgatada com corpo queimado em Volta Redonda precisa de ajuda

0

VOLTA REDONDA

A cadela da raça Pit bull, de oito meses de idade, que foi resgatada no último final de semana pela presidente da Sociedade Protetora dos Animais de Volta Redonda (SPA-VR), Carminha Marques, está precisando de ajuda para arcar com as despesas de alimentação, medicamentos e estadia na clínica. O animal, que teve quase todo corpo queimado cruelmente, se encontra internada, correndo risco de infecção e risco de morrer por causa das graves queimaduras pelo corpo.

Ao A VOZ DA CIDADE, a presidente da SPA-VR contou que no último domingo, dia 6, recebeu um telefonema informando sobre a situação da cadela.  Ao verificar, não teve jeito, o animal teve que ser internado. Desde então, com o apoio total da entidade, a cadela vem recebendo todo atendimento necessário para aliviar seu sofrimento. “Assim que eu recebi o telefonema fui à residência dela, no bairro Jardim Belmonte, e socorri a cadelinha. Lá fui informada que pela manhã, o dono dela saiu para o trabalho e a mulher ficou em casa. Em seguida, ela foi surpreendida com os gritos da cadela que ainda estava corpo em chamas. Um criminoso, que ainda não foi identificado teria jogado álcool no corpo dela e logo depois ateado fogo. El estava na varanda da casa quando foi atacada”, contou Carminha, ressaltando que o que aconteceu foi uma covardia.

QUASE NOVENTA POR CENTO DO CORPO QUEIMADO

De acordo com a presidente, ela teve quase noventa por cento do corpo queimado. “Acho que pelo instinto, no momento em que estava sendo queimada, ela tentou morder as chamas, o que resultou em queimaduras na boca e na língua. Por isso, ela não está conseguindo comer”, contou Carminha, ressaltando que por isso a alimentação está sendo quase liquida, junto com patê. Além da boca e língua, ela teve queimaduras graves no peito, barriga e nas pernas e segue internada na Clínica Pequenos Amigos, no bairro Aterrado.

SEM CONDIÇÕES PARA ARCAR COM O TRATAMENTO

Como os donos da cadela não têm condições financeiras para arcar com o tratamento na clínica e a alimentação adequada até a sua recuperação, solicitam ajuda. A SPA-VR, que está prestando essa assistência desde o resgate, também pede ajuda.

De acordo com Carminha, quem quiser e puder pode ajudar com a doação de pomada de queimadura, ração renal e também com os medicamentos Previcox 227mg e Galiprant 60mg. As doações podem ser feitas pessoalmente na clínica onde a cadela segue internada na Avenida Paulo de Frontin, 953, no bairro Aterrado, ou entrar em contato com a SPA-VR através dos números (24) 98828-6550 ou (24) 99985-7023. A presidente da SPA-VR informou que o caso será registrado nas próximas horas na 93ª Delegacia de Polícia (DP).