Agências da Caixa Econômica ampliam atendimento ao auxílio emergencial e funcionam das 8 às 14 horas

0

SUL FLUMINENSE

Visando coibir as filas, a Caixa Econômica Federal pretende alterar o calendário da segunda parcela do Auxílio Emergencial. Segundo o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, informou recentemente, o pagamento do mês de maio será reformulado, após reunião com o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni e, posterior aval, do presidente Jair Bolsonaro. Segundo a direção da Caixa, a intenção é que neste mês seja evitado coincidir o pagamento do Bolsa Família com a parcela do auxílio emergencial.

Na semana passada houve pagamento sobreposto dos programas, levando muitos beneficiários para as filas. “Não há condição de misturar pagamento do Bolsa Família com o das contas digitais. Vamos minimizar filas no segundo pagamento do auxílio emergencial”, disse Guimarães. A medida pretende reduzir as aglomerações como as registradas já nesta segunda-feira, dia 4, prazo de liberação do auxílio em saque nos terminais eletrônicos para quem tem conta digital, os nascidos em setembro e outubro.

A partir desta segunda-feira a Caixa Econômica Federal ampliou para toda a rede de agências a abertura antecipada em duas horas. As unidades agora funcionam das 8 às 14 horas. No sábado, dia 2, ao menos 902 agências foram abertas exclusivamente para atendimento do saque em espécie da Poupança Social, nascidos de janeiro a outubro. Na semana anterior, houve abertura de quase 800 agências no feriado de 21 de abril e no sábado, 25. Segundo a direção do banco, para auxiliar o horário extra foram alocados mais de 2.800 vigilantes adicionais e 389 recepcionistas.

Outra medida é o contato com as prefeituras visando parcerias para o atendimento à população e divulgação de informações. Em Resende, por exemplo, a prefeitura disponibilizou a instalação de gradil para delimitar a fila dos clientes, evitando aglomerações e promovendo distanciamento mínimo. Porém, apesar das medidas, ainda é possível verificar filas nas unidades da Caixa no Sul Fluminense. Nesta segunda-feira, o A VOZ DA CIDADE flagrou aglomeração de beneficiários em Barra Mansa.

O pagamento do Auxílio Emergencial gera filas de beneficiários nas agências da Caixa

CANAIS DIGITAIS

A prioridade ainda é manter o atendimento digital, por meio do cadastramento por app, site e a movimentação do benefício pelo CAIXA Tem. O atendimento nas agências deve ocorrer em último caso. É importante frisar que quem recebeu o auxílio através da Poupança Digital Caixa pode pagar boletos e contas de água, luz, telefone, entre outras, de forma digital, além de poder realizar transferências para outros bancos por meio do aplicativo CAIXA Tem.

Os beneficiários do Bolsa Família elegíveis para o auxílio recebem o crédito no mesmo calendário e na mesma forma do benefício regular, por meio do cartão Bolsa Família nos canais de autoatendimento, lotéricas e correspondentes CAIXA Aqui; ou por crédito na conta CAIXA Fácil. Para quem busca informações sobre o cadastro, os canais são o site auxilio.caixa.gov.br, o app CAIXA | Auxílio Emergencial e a central telefônica exclusiva 111.

A Caixa orienta os beneficiários a utilizar os canais digitais do banco para evitar filas

BALANÇO

Desde o dia 9 de abril, quando teve início o pagamento, 50 milhões de brasileiros já receberam o crédito do benefício, ou seja, um em cada três adultos. Ao todo, mais de R$ 35 bilhões já foram creditados. Até às 18 horas deste sábado, dia 2, 50,2 milhões de cidadãos se cadastraram para solicitar o benefício.

O site auxilio.caixa.gov.br superou a marca de 606 milhões de visitas e a central exclusiva 111 registra mais de 115 milhões de ligações. O aplicativo Auxílio Emergencial Caixa conta com 74,3 milhões de downloads e o aplicativo CAIXA Tem, para movimentação da poupança digital, ultrapassa 77 milhões de downloads.

error: Conteúdo protegido !