Volta Redonda vai ofertar o microcrédito a partir de março

2

O coordenador do Banco VR de Fomento de Volta Redonda, Nelson Kruschewsky, disse que o atendimento da unidade vem atingindo resultados expressivos e positivos. Para se ter uma idéia, somente no mês de janeiro, 785 pessoas procuraram o serviço para obter informações sobre novos negócios ou inovações dos serviços já existentes. Aproveitando o bom momento, para o mês de março, através de convênio com a Agerio, a cidade passará a ofertar o microcrédito.

A finalidade da oferta será atender microempreendedores individuais e profissionais liberais que já estejam exercendo atividades econômicas. O programa de microcrédito dará de R$ 500 a R$ 15 mil de linha de crédito a micro empreendedor e profissional liberal. De acordo com o coordenador do Banco VR de Fomento, estes profissionais poderão ter acesso a esses créditos para alavancar os negócios.

Ainda conforme Kruschewsky, a equipe já passou por capacitação para atender o público interessado. Disse também que a consolidação do Banco VR Fomento tem a participação direta do prefeito Samuca Silva (Podemos) que apostou na mudança de característica e função.

Para os interessados, o Banco VR Fomento funciona no primeiro andar do prédio do antigo fórum, no bairro Nossa Senhora das Graças, no mesmo endereço da Secretaria Municipal de Ação Comunitária (Smac). Kruschewsky lembrou também que, o atendimento do Banco VR de Fomento vem atingindo resultados positivos desde julho de 2017, quando o Banco da Cidadania se transformou em Banco VR de Fomento. Disse que a iniciativa atende orientação do prefeito para mudar a característica e ação social do Banco para o empreendedorismo.

O coordenador lembrou que, do total de atendimentos feitos pela unidade, 400 eram microempreendedores individuais, 269 artesãos que foram em busca de cadastramento, em parceria com a Secretaria Municipal de de Cultura (SMC). Já outras 51 pessoas pediram informações sobre a ocupação dos boxes ainda não ocupados, nos mercados populares. O edital está previsto para ser publicado pela Administração Municipal em março para o preenchimento de aproximadamente 25 boxes nos atuais mercados. Outras 142 pessoas foram solicitar alvará para a venda de produtos, como ambulantes nas ruas do município.

Para o coorde5nador do Banco VR Fomento, um dos fatores favoráveis ao movimento foi a consolidação dos serviços prestados, como um centro de apoio ao MEI com ações destinadas a qualificação e regularização dos pequenos empreendedores. Destacou que, o interesse pelo atendimento prestado pelo Banco chamou a atenção, principalmente por se tratar do mês de janeiro, quando a cidade está mais vazia devido ao período de férias escolares.

 

2 Comentários

  1. Patricia Figueira Cavalcante Em

    Estou querendo saber quando vai abrir a inscrição para o quiosque no mercado popular da vila (Sou transplantada renal crônica).
    E tenho MEI. Faço luminárias. E preciso muito de ter direito ao trabalho.
    Me manteiam atualizada.
    Obrigada.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !