Vítimas das chuvas em Itatiaia já sacaram R$ 810 mil do FGTS

0

ITATIAIA
Conforme levantamento realizado pela gerencia da Caixa Econômica Federal (CEF), aproximadamente 250 pessoas vítimas das chuvas nas áreas afetadas pelos temporais de março já realizaram o saque do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), nas agências de Resende e Itatiaia. O procedimento movimentou o montante de quase R$ 810 mil.

Como o município decretou estado de emergência, reconhecido pelo governo federal, desde o final de abril, os moradores de Penedo, Maromba e Maringá que tiveram suas residências atingidas pelas fortes chuvas que ocorreram no período entre 3 e 7 de março, estão retirando do banco o saldo da conta do FGTS. Segundo o cronograma estipulado pelo governo municipal em parceria com a gerência da CEF, na próxima terça-feira, dia 12, começa a última etapa do calendário para os trabalhadores que ainda não solicitaram o benefício.

Vale ressaltar que o saque será liberado para os residentes em Maromba, Maringá, Vale das Cruzes, Vale do Pavão e Vale da Grama e também em Penedo nas localidades da Fazendinha, Vale do Ermitão, Córrego Frio, África I e II, Jambeiro I e II, Bela Vista e Harry Bertell. “Após as chuvas intensas que atingiram nossa cidade em março, nós criamos o Gabinete de Gestão de Crise e elaboramos um Decreto de Situação de Emergência para que os moradores das regiões afetadas pudessem ter acesso ao benefício. Muitas famílias tiveram problemas em suas casas devido à fatalidade então esse dinheiro com certeza irá ajudá-las a solucionar as pendências que ficaram”, explicou o presidente do Gabinete de Gestão de Crise, o vice-prefeito Sebastião Mantovani. A solicitação do benefício pode ser feita em qualquer agência da CEF.

VALORES

O valor do saque terá o limite de R$ 6.220,00 desde que o trabalhador possua o saldo equivalente na data da solicitação e que o intervalo entre uma movimentação e outra não seja inferior a 12 meses. O calendário de pagamento é elaborado por ordem alfabética a partir da letra inicial do nome de cada trabalhador. São 11 dias úteis divididos entre 11 grupos de letras, com atendimento a partir do dia 12, até o dia 27 de junho. Após este prazo, a CEF seguirá até o dia 2 de julho com o atendimento de retorno para quem tiver, por exemplo, pendência de documentação.

A CEF divulgou o calendário para o saque do FGTS. Dia 12 começa a última série de datas

O atendimento é realizado mediante a apresentação de documentos como, RG, CPF, CTPS e comprovante de residência de até 120 dias antes da tragédia, sendo todos originais e cópias. No caso do comprovante de residência em nome do trabalhador, o mesmo pode ser conta de luz, água, telefone, gás, extratos bancários, carnês de pagamentos, entre outros, desde que emitidos nos últimos 120 dias anteriores à decretação da emergência. Já no caso de comprovante de residência em nome do cônjuge, é necessária também a apresentação da Certidão de Casamento ou Escritura Pública de União Estável. Os moradores com dúvidas devem procurar o Centro de Referência em Assistência Social mais próximo de sua residência.

error: Conteúdo protegido !