Serviço ‘Não Perturbe’ restringe as ofertas inoportunas via telefone

0

SUL FLUMINENSE

Correntistas de bancos e principalmente aposentados do Instituto Nacional de Seguridade Nacional podem aderir ao serviço gratuito ‘Não Perturbe’, criado pela iniciativa de autorregulação do setor bancário promovida pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e a Associação Brasileira de Bancos (ABBC), em parceria com a Secretaria Nacional do Consumidor. A meta é coibir ligações de ofertas indesejadas, como empréstimos. O bloqueio passa a valer 30 dias após cadastramento do telefone fixo ou móvel, no site www.naomeperturbe.com.br.

Ao menos 23 bancos aderiram ao serviço que entrou em atividade nesta quinta-feira, dia 2. “Já havia essa percepção de que esse problema prejudicava os consumidores aposentados. Essa ação indica que as leis devem ser respeitadas espontaneamente”, afirmou o secretário Nacional do Consumidor, Luciano Timm. Segundo ele, em três anos, a Ouvidoria do INSS recebeu 150 mil reclamações sobre idosos recebendo ofertas inoportunas de empréstimo consignado.

A aposentada Rosália Benedito, foi vítima de uma tentativa de golpe via telefone. Ela não caiu por sorte, afinal, são constantes as ofertas de consignado via celular. “Eu não sabia que era mentira, porque já fiz uma de verdade pelo telefone e dessa vez me confundi. São tantas as ligações, seja no telefone de minha casa ou no celular que por pouco firmei um acordo na canoa furada. Minha filha viu que eu estava ansiosa na ligação e conversou com o ‘homem’ na linha e descobriu que era fraude porque não conseguia repetir meu nome inteiro e desligou”, conta. Com o ‘Não me Perturbe’ ela vai inserir não só o telefone da residência, mas os celulares de familiares próximos também.

De acordo com dados da Febraban, as instituições financeiras participantes do serviço representam contra a importunação dos correntistas e aposentados representam cerca de 98% da carteira de crédito do país. Uma base de dados será criada também, para que as autoridades monitorem as queixas feitas nos canais das instituições bancárias no Banco Central ou pela plataforma consumidor.gov. E mais, a partir de fevereiro, a Febraban e a ABBC devem divulgar um índice de qualidade dos correspondentes bancários, obtido pela contagem das ações judiciais e gestão adotadas.

Também serão contabilizadas as ações judiciais e feito um mapeamento da governança e da gestão de dados de correspondentes bancários, com o objetivo de produção de um índice de qualidade a ser divulgado pela Febraban e a ABBC a partir de fevereiro.

Integram o serviço ‘Não Perturbe’ as instituições bancárias: Agibank, Alfa, Banco do Brasil, Banco do Nordeste, Banrisul, Barigui, Bradesco, BMG, BRB, Caixa, Cetelem, CCB, Daycoval, Estrela Mineira, Inter, Itaú, Mercantil, Pan, Paraná Banco, Safra, Santander, Sicredi e Votorantim.