Projeto Arte da Palavra apresenta encontro com escritores no Sesc Santa Rita

0

PARATY

O projeto Arte da Palavra – Rede Sesc de Leituras, apresenta encontro com escritores nestes dias 22 e 29. Nesta quinta-feira, Anne Costa e Luna Vitrolira que apresentam a ‘Performance da Pele’; já no dia 29, Chiquinho do Além Mar e Juraci Tavares trazem a força das letras da Cultura Popular. As apresentações acontecem 19h30min, na Unidade Sesc Santa Rita. O circuito, atuante em todas as regiões do país, estimula a formação de leitores e a divulgação de novos autores. A entrada é fraca.

PERFORMANCE DA PELE

As artistas Anne Costa e Luna Vitrolira apresentam juntas a performance Da pele, um projeto que integra poesia e dança; oralidade, corpo e movimento. A performance se origina a partir de uma seleção de poemas autorais presentes no livro Aquenda, o amor às vezes é isso, de Luna Vitrolira, que evocam temas relacionados ao preconceito e à violência com relação à gênero, cor, classe social, sexualidade, entre outros, levantando pautas que contribuem para discussões acercas de questões que envolvem ser mulher, ser mulher negra, ser mulher gorda, ser mulher lésbica em uma sociedade machista e falocentrada. Esse formato surge da necessidade de trabalhar a dimensão política da poesia enquanto força que atua diretamente no corpo e na pele,como movimento, ação e presença.

Cultura popular, poesia, cordel

A literatura produzida no Nordeste e a protagonista desse encontro entre o sergipano Chiquinho do Além- Mar e o baiano Juraci Tavares. Chiquinho do Além- Mar é pesquisador, compositor e cantor. Ele ministra oficinas sobre Cultura Popular e oficinas sobre Literatura de Cordel. Chiquinho foi campeão da Olimpíada Ambiental em 2008 a nível superior, com o texto “Proteja o Meio Ambiente”/ Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Híbridos. É o autor do projeto “Forro da Comunidade” e do projeto, “Cordel na Sala de Aula” e vem desenvolvendo atividades que fortalecem a manutenção da Cultura Popular em todo Brasil.

Literato, professor, cantor, radialista, compositor, poeta Juraci Tavares traz no seu interior versos livres, reflexivos, inquietantes, olhar plural, históricos, educativos alicerçando a sua poesia musicada na liberdade e autonomia das palavras e dos sons atraentes, pois são inquietantes e ao mesmo tempo leves e dançantes.

 

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !