Preço da gasolina sofre redução tímida e etanol sobe no Sul Fluminense

0

SUL FLUMINENSE

A Petrobrás realizou nesta sexta-feira, dia 25, a redução de 2,5% no preço médio do litro da gasolina sem tributo nas refinarias, caindo de R$ 1,5491 para R$ 1,5104. A estatal adota novo formato na política de ajuste de preços desde julho de 2017, os reajustes acontecem com maior periodicidade refletindo as oscilações do mercado internacional do barril de petróleo e o câmbio. A estratégia permite à estatal manter os valores estáveis nas refinarias por até 15 dias.

Segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o repasse dos valores praticados nas refinarias ao consumidor final nos postos, no entanto, depende ainda de diversas variáveis. Entre elas, a margem das distribuidoras e revendedores, além da incidência de impostos e até a mistura obrigatória de biocombustíveis.

A redução nas bombas, portanto, fica a critério de cada distribuidor/revendedor em praticar preços condizentes com a realidade do mercado. Na prática, a queda do valor da gasolina nas bombas ocorre de forma tímida. Conforme o levantamento semanal da ANP, o preço médio nos postos das principais cidades do Sul Fluminense sofreu em média a redução de 1,54%, no período entre o dia 30 de dezembro de 2018 e 19 de janeiro.

Foram pesquisados postos em sete municípios do Sul Fluminense, sendo seis cidades com valores em queda e uma com aumento de preço. As cidades analisadas pela ANP na região foram: Angra dos Reis (+0,44%), Barra do Piraí (-0,12%), Barra Mansa (-2,70%), Resende (-1,83%), Três Rios (-1,23%), Valença (-1,45%) e Volta Redonda (-1,96%). Em Angra dos Reis o valor médio da gasolina é o mais caro (R$ 5,067/litro). Já o preço mais em conta foi registrado em Três Rios (R$ 4,649/litro). “Esse valor de gasolina na refinaria não reflete o preço imediato ao consumidor, nos postos. Buscamos praticar o melhor preço da cidade, adotando sempre nossa política de impostos e lucro. Com esse novo valor de 2,5% em queda, imagino que possa futuramente baixar em torno de 5 a 10 centavos no valor final”, comenta a gerente de posto, Bianca Consuelo. Em âmbito nacional, somente neste mês a gasolina acumula queda de 2%.

ETANOL EM ALTA

Em relação ao etanol, que teve recuo médio nacional neste mês em 0,4%, no Sul Fluminense os dados são adversos. Os consumidores do Sul Fluminense que utilizam o principal combustível alternativo à gasolina, estão desembolsando mais dinheiro.

Em todas as sete cidades pesquisadas pela ANP entre 30 de dezembro e 19 de janeiro, os postos elevaram o valor médio em torno de 6,06%. O litro do etanol com valor médio mais elevado é praticado em Valença, com R$ 3,912, já o valor médio mais em conta é praticado em Três Rios, com R$ 3,556/litro.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !