Manhã tranquila em alguns locais de votação e com aglomeração em outros, em Barra Mansa

0

BARRA MANSA

O A VOZ DA CIDADE percorreu neste domingo, dia 15, alguns locais de votação no município de Barra Mansa e pôde observar que houve tranquilidade em alguns pontos e, em outros, aglomeração. A maioria dos eleitores também tomou os cuidados necessários em prevenção ao coronavírus, assim como os locais de votação.

No Colégio Baldomero Barbará, por exemplo, os eleitores foram mais organizados e encontraram facilidade na hora de votar. “Foi tranquilo. Vazio na minha sessão pelo menos. Observei algumas outras um pouco cheias, com algumas pessoas sem respeitar o distanciamento social. Porém eu não tive esse tipo de problema”, disse a moradora do bairro Coringa, Ana Elidia, de 31 anos. Questionada se ela seguiu as normas e se teve receio em votar, ela explicou que levou a própria caneta e fez uso de máscara. “Fiz tudo corretamente pensando no bem estar da minha saúde e deu tudo certo no final das contas”, afirmou, explicando que foi sozinha votar.

Já Raquel Ferreira de A. Andrade, de 40 anos, teve que levar a filha, de seis anos, para acompanhar. Porém, a criança não entrou no local de votação. “Eu vim com o meu marido e revezamos. Ele entrou primeiro para votar e eu fiquei com ela aqui fora, depois trocamos e deu tudo certo”, disse, lembrando que não tinha com quem deixar a filha e por isso fizeram dessa forma. “Até pensei em não vir, pelo coronavírus mesmo e a taxa (de não votar) é tão barata, mas a burocratização é tão chata que achei melhor evitar esse tipo de transtorno”, comentou a moradora do bairro São Judas Tadeu, que também disse que correu tudo tranquilo. “Eu já tive o vírus e meu marido também. Nossa reação foi fraca, mas temos medo de voltar a pegar, já que não sabemos se o nosso organismo vai aceitar da mesma forma. Por isso estamos tomando todos os cuidados”, completou.

Já no Colégio Municipal Prefeito Marcello Drable, no bairro Ano Bom, e no Vila Nova, foram constatados pontos de aglomeração. “Eu vim cedo, achando que estaria vazio, mas acabei me arrependendo. Moro no Centro mesmo e o sol hoje (ontem) está muito quente”, disse Maria da Conceição Silva, de 44 anos. “Tomei todos os cuidados e vim sozinha. Mas a gente fica com medo, por que nem todo mundo respeita”, comentou.

Um dos maiores pontos de votação em Barra Mansa, o Colégio Municipal Padre Anchieta, no bairro Vista Alegre, contou com fila para entrar no local, e papel espalhado pelo chão. No local, votam aproximadamente três mil pessoas, e teve uma eleição considerada tranquila, como aponta o administrador de prédio, Johnatas Rodrigues de Assis. De acordo com ele, não aconteceram ocorrências de problemas envolvendo eleitores ou urnas quebradas. “Já é a quarta eleição que trabalho e afirmo que nesta o diferencial, além das medidas de higienização por conta da pandemia, foi o movimento intenso, acredito que até mesmo as eleições nos Estados Unidos influenciaram a nossa, pois lá conseguiram a mudança, e aqui com o povo também quer, compareceu em massa para realizar este ato cívico tão importante”, analisa.

EFETIVO DA GUARDA

Procurada pelo A VOZ DA CIDADE, a Guarda Municipal de Barra Mansa (GMBM) explicou que atendeu os dois Cartórios Eleitorais, a 91ª (que atende 38 sessões) com 25 guardas, que é a maior, e a 94ª (são 22), com 20 guardas. Outros 30 guardas fizeram fiscalizações e patrulhamentos pela cidade para garantir a votação dos munícipes na hora de votar, assim como auxiliando no trânsito, que seguiu pesado em alguns pontos, como no Ano Bom.

PORTO REAL/ QUATIS

Em Porto Real e Quatis eleições tranquilas e limpas. Um dos principais pontos de votação, o CIEP 487- Oswaldo Luiz Gomes, no bairro Freitas Soares, em Porto Real, conta com cerca de dois mil eleitores votantes no local. No entorno, não se viu nenhum ‘santinho’ jogado pelo chão.
De acordo com um dos administradores de prédio, Alisson de Oliveira, o dia foi bem tranquilo, com pessoas respeitando o horário preferencial para os idosos. “Tivemos uma sessão ou outra com filas, mas nada que gerasse aglomerações. Do lado de fora, tinha muitas pessoas no entorno, mas sem problemas maiores”, disse.
Ruas limpas também foram vistas em Quatis, de acordo com o também administrador de prédio, Carlos Reis, que trabalhou na Escola Municipal Maria Helena Rafael de Elias, a população vem se conscientizando em relação ao papel no chão. “Na última eleição não foi assim, ainda havia muito papel pelo chão. Neste ano, estou muito contente de ver toda essa limpeza pelas ruas, pela consciência ambiental que vem crescendo. Quanto às eleições, foi um dia tranquilo, de respeito ao horário preferencial e seguindo as medidas de higienização”, destaca.
A estudante Ana Carolina Ribeiro, 25 anos, também observou a limpeza e ficou admirada. “Eu nunca vi as ruas tão limpas em dia de eleições, fico feliz pelas pessoas terem parado com aquele costume de se jogar ‘santinhos’ pelas vias durante a madrugada”, comenta.