Guarda Ambiental poderá ganhar base fixa e agentes poderão receber gratuitamente fardas

0

RESENDE

O presidente da Câmara de Vereadores, o vereador Reginaldo Paulo da Silva (Podemos) disse que o Grupamento Ambiental da Guarda Municipal de Resende, criado em 1999, precisa de melhores condições de trabalho. Reginaldo Engenheiro Passos, como é mais conhecido o vereador é o autor de uma indicação recente à prefeitura, solicitando a criação de uma base fixa para a Guarda Ambiental.

O parlamentar explicou que a base fixa da Guarda Ambiental foi improvisada. “O posto atual da Guarda Civil Ambiental é uma antiga escola desativada na localidade da Vargem Grande, mas o espaço precisa de pintura, telhado, instalação de forro, revisão hidráulica e elétrica etc.”, explica Reginaldo Engenheiro Passos. Ele ainda pede, na mesma propositura, que seja atendida a reivindicação da categoria para o fornecimento de fardas, uma vez que, até o momento, a compra é feita pelos guardas com recursos próprios. “Com melhores condições de trabalho, os agentes da Guarda Municipal se sentirão mais valorizados e a tendência é de que até mesmo a qualidade dos serviços prestados melhore”, avalia o presidente.

O trabalho dos guardas ambientais consiste em percorrer e fiscalizar os cerca de 70 mil hectares de áreas de preservação do município, dentre elas: Parque Municipal da Cachoeira da Fumaça, Área de Proteção Ambiental da Serrinha do Alambari, Área de Proteção Ambiental de Engenheiro Passos, Parque Municipal do Rio Pombo, Parque Estadual da Mantiqueira (Pedra Selada), Parque Nacional do Itatiaia, Reserva Particular do Patrimônio Natural Santo Antônio e Reserva Particular do Patrimônio Natural das Agulhas Negras.